Félix Heyder/EFE
Félix Heyder/EFE

Button diz que ele precisa ser mais agressivo na Bélgica

Líder do Mundial de F-1 foi apenas o sétimo colocado em Valência; vantagem para Barrichello é de 18 pontos

Alan Baldwin, Reuters

24 de agosto de 2009 | 09h44

VALENCIA - O brasileiro Rubens Barrichello mandou no domingo um recado claro ao colega de equipe e líder do campeonato, Jenson Button: a batalha pelo título da Fórmula 1 está longe de acabar.

Veja também:

linkBarrichello é perfeito e vence o GP da Europa

tabela F-1: classificação do Mundial

mais imagens GALERIA DE FOTOS - Imagens da corrida

especial ESPECIAL: jogue o Desafio dos Pilotos

forum BLOG DO LIVIO - Leia mais sobre a F-1

O britânico reconheceu que precisa ser mais agressivo na Bélgica, na próxima semana, após a vitória de Barrichello no domingo no GP da Europa. O brasileiro agora está em segundo lugar no campeonato, 18 pontos atrás de Button, com seis corridas a serem disputadas.

"É bom ser consistente e não se acidentar. Mas se você é consistente e consegue dois pontos, isso não é o suficiente", disse Button, que terminou em sétimo. "Eu vou a Spa e serei mais agressivo, com certeza. Em todos os aspectos, não apenas dirigindo, mas com estratégia e com os pneus."

"É onde nós devemos ser assim, porque de outro modo isso (a liderança) vai sumir pouco a pouco." A vitória de Barrichello foi a primeira do piloto de 37 anos em quase cinco anos, e a 100a de um brasileiro. Ele teve um difícil começo de temporada, assistindo a Button vencer seis das primeiras sete corridas.

Tudo o que sabemos sobre:
automobilismoFórmula 1Jenson Button

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.