Button diz que Honda não deve marcar pontos na Austrália

A Honda vai ter dificuldades paramarcar pontos no início da temporada da Fórmula 1, naAustrália, apesar do grande avanço nos treinos, disse ocorredor britânico Jenson Button na quarta-feira. "O lado bom é que ninguém faz idéia de onde a gente seencaixa e isso é bem animador", disse Button a repórteres. "Não acho que vamos competir por pontos, mas vamos chegarmuito mais perto", acrescentou ele. A Honda venceu o Grande Prêmio da Hungria em 2006 comButton, mas teve um 2007 fraco, marcando seis pontos eterminando em sétimo lugar. Apesar de ter marcado alguns tempos decepcionantes, oteste final da Honda em Jerez, na semana passada, foi privado.Eles correram com o pacote aerodinâmico que vai ser usado emMelbourne. "Nos meus 16 anos de Fórmula 1... Eu nunca tive uma melhoratão grande quanto tive na semana passada", disse o corredorRubens Barrichello. "Nós aperfeiçoamos bastante o carro nasemana passada." Button disse que a boa notícia para o time foi descobrirque as partes testadas no túnel de vento se comportaram comoesperado, quando transferidas para os chassis, e que agora elestêm um carro "apropriado". "Se continuar rodando do jeito que acredito que vai rodar,se continuar assim, ficarei muito feliz", disse Button sobre odesenvolvimento do carro. "Estou ansioso para este fim de semana, em parte porque nãosabemos onde estamos... Todo mundo se lembra da gente por causade Barcelona", acrescentou ele, referindo-se a um dos treinosmais lentos da Honda. "Não acho que temos muito com que se preocupar. Masacredito que chegaremos um pouquinho mais perto." O chefe do time, Ross Brawn, ex-diretor técnico da campeãFerrari, disse que os tempos nos treinos de inverno não fizeramjus ao carro e garantiu que a sua sorte iria virar. "Tenho tido sorte suficiente para ter algumas excelentesreferências no passado e não há motivo para a Honda nãoalcançar, no longo prazo, o que alguns dos outros grandes timesjá alcançaram", disse Brawn. (Reportagem de Alan Baldwin)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.