Rick Rycroft/AP
Rick Rycroft/AP

Button diz que podia ter andado mais rápido na Austrália

'Ainda temos algo a mais na mochila', comenta, sobre o desempenho do carro na corrida de domingo

EFE

31 de março de 2009 | 13h15

 MELBOURNE - O piloto inglês Jenson Button, que ganhou no domingo passado o primeiro GP da temporada de Fórmula 1, insinuou, em referência a um comentário do piloto Robert Kubica, que poderia ter andado mais rápido na Austrália se fosse necessário.

Veja também:

tabela F-1: classificação do Mundial de Pilotos

especialConfira o calendário da temporada

especialESPECIAL: jogue o Desafio dos Pilotos

Os responsáveis pela BMW-Sauber lamentaram que o choque de Kubica com o alemão Sebastian Vettel, que deixou os dois de fora da corrida, tenha impedido que o polonês alcançasse e ultrapasse Button.

"É interessante, mas não acho que Kubica tenha a menor ideia se eu realmente andava o mais rápido que podia", disse Button, companheiro de equipe do brasileiro Rubens Barrichello, antes de partir para a Malásia, onde acontece o próximo GP de F-1.

Vettel, piloto da Red Bull que foi segundo atrás de Button durante grande parte da corrida, não encarou o comentário do britânico como uma fanfarrice. "Tenho a sensação de que os carros Brawn estavam brincando com a gente", afirmou o alemão à revista Auto Motor und Sport.

Um membro da Brawn GP declarou ao diário britânico The Guardian que sua equipe não lançou mão de todo potencial em Melbourne. "Seria tolice aniquilá-los desde o primeiro momento. Ainda temos algo a mais na mochila", comentou.

Mais conteúdo sobre:
Fórmula 1Jenson ButtonBrawn GP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.