Oliver Multhaup/AP
Oliver Multhaup/AP

Button esbanja alegria com a pole; Vettel não esconde surpresa

Felicidade do inglês da Brawn só aumenta com a perspectiva de boa temporada na F-1 após o treino para o grid

Livio Oricchio, O Estado de S. Paulo

28 de março de 2009 | 07h33

MELBOURNE - Jenson Button é só sorrisos após conquistar a pole position com a Brawn GP para o Grande Prêmio da Austrália de Fórmula 1, neste domingo às 3 horas (de Brasília). Tanto assim que o que mais repetiu aos jornalistas na entrevista coletiva no circuito de Albert Park, em Melbourne, é que se sente feliz e só consegue projetar coisas boas para o futuro da equipe na temporada e na corrida.

Veja também:

linkDobradinha Button-Barrichello na 1.ª fila do GP da Austrália

linkBarrichello confia em briga pela vitória e no sucesso da Brawn

link FIA estudará caso de difusores em 14 de abril

linkGrupo Virgin fecha patrocínio de US$ 15 milhões com a Brawn

especialESPECIAL: Conheça os pilotos e equipes da F-1 2009

especialConfira o calendário (com horários) da temporada 2009

especialEspecial: jogue o Desafio dos Pilotos

"É uma sensação incrível estar aqui depois de três anos de novo na frente [sua pole position anterior foi em 2006, na mesma Austrália]. Estou muito contente com o carro. Uma sensação incrível depois de tantas dificuldades ver a perspectiva que o carro nos dá no campeonato", discursa.

O motivo para ter conseguido a pole position, curiosamente, é o mesmo ponto que atrapalhou o companheiro de equipe Rubens Barrichello: o abastecimento. Ao contrário do brasileiro, que tinha sido o mais rápido nas duas primeiras sessões do treino que definiu o grid, o rendimento de seu BGP 001 melhorou. "O carro ficou melhor no Q3 e consegui acelerar para marcar o melhor tempo. Deu tudo certo", disse.

SURPRESA

Outro que estava radiante de felicidade neste sábado é o terceiro colocado do grid, o alemão Sebastian Vettel, da Red Bull. Sua expressão, porém, se mistura com a sensação de surpresa. "Estou surpreso porque perdi dois treinos aqui [na Austrália]. Um dia a culpa foi do carro, outro foi porque errei. Andei muito pouco. O primeiro dia que andei aqui foi hoje [sábado] e estou surpreso com a performance do carro, ter andado tão bem".

Mesmo largando atrás do pole position, Vettel muda de opinião e passa a ser mais cauteloso ainda em relação a brigar por uma vitória. "Estou otimista com a corrida, mas será dificílimo acompanhar o ritmo da Brawn", completa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.