Hélvio Romero/AE
Hélvio Romero/AE

'Button merece ser campeão', diz Barrichello

Piloto brasileiro afirma deixar Interlagos 'de cabeça erguida' pelo trabalho que fez

Milton Pazzi Jr, estadao.com.br

18 de outubro de 2009 | 16h44

SÃO PAULO - Apesar do frustrante resultado no GP do Brasil, em que largou na pole position e terminou apenas na oitava colocação, Rubens Barrichello disse que sai de Interlagos "de cabeça erguida" pelo trabalho que fez. O brasileiro também aproveitou para parabenizar seu companheiro na equipe Brawn GP, o inglês Jenson Button, que acabou conquistando o título da Fórmula 1. "Ele merece ser campeão", afirmou.

Veja também:

link Jenson Button supera Rubinho e conquista título da Fórmula 1

som Rubens Barrichelo diz que sai de cabeça erguida após o GP do Brasil

F-1 2009 - tabela Classificação | especialCalendário

especialESPECIAL - A carreira do campeão Jenson Button

especialESPECIAL - Jogue o Desafio dos Pilotos

blog BLOG DO LIVIO - Leia mais sobre a F-1

blog SPF1 - Leia mais no blog do GP do Brasil

"Da segunda metade para a frente, o campeonato foi melhor para o meu lado, mas o Jenson fez o que era necessário para ele e merece ser campeão", elogiou Rubinho, que era o principal adversário do piloto inglês na luta pelo título. "Tinha muita vontade de ganhar, mas agora só tenho de dar parabéns ao Jenson."

Rubinho contou que esperava terminar a prova deste domingo em terceiro lugar, mas o pneu furado acabou prejudicando seu resultado. "Foi uma felicidade muito grande poder liderar a corrida. Correr em casa tem um sabor melhor, Interlagos é o amor da minha vida", admitiu o piloto. "Saio de cabeça erguida."

Mesmo perdendo o título para Button, Rubinho fez um balanço positivo de sua temporada. "Foi um grande campeonato, tenho de erguer a mão para o céu e agradecer tudo de bom que aconteceu", disse o brasileiro, que deve trocar a Brawn GP pela Williams no ano que vem. "Penso que em 2010, onde eu estiver, terei um carro competitivo."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.