Arquivo/AE
Arquivo/AE

Button promete deixar de ser 'refinado' no GP de Mônaco

Inglês da Brawn explica que terá de mudar o estilo de pilotar para a próxima prova; ele também disputará triatlo

EFE,

18 de maio de 2009 | 19h09

LONDRES - O inglês Jenson Button, líder do Mundial da Fórmula 1 com a Brawn GP, afirmou que terá de mudar sua forma de pilotar no Grande Prêmio de Mônaco, no próximo domingo.

 

Veja também:

tabela F-1: classificação do Mundial

especial Confira o calendário da temporada

especial ESPECIAL: jogue o Desafio dos Pilotos

 

"Minha forma de pilotar é bastante refinada, mas terei de mudá-la um pouco para tirar o máximo proveito do carro", afirmou o inglês, companheiro de equipe do brasileiro Rubens Barrichello, em declarações distribuídas pela escuderia.

 

Para Button, ganhador de quatro das cinco corridas disputadas até agora, pilotar nas ruas do Principado é um desafio permanente. "Você tem de estar totalmente concentrado e ser muito preciso", comentou.

 

Além disso, o inglês destacou a importância da sessão de classificação de sábado, pois considera "quase impossível" realizar uma ultrapassagem no circuito. "Ficar na frente é muito importante se você quiser ter um fim de semana bem-sucedido", afirmou.

 

Button considera a corrida como seu primeiro grande prêmio "em casa", já que reside em Mônaco - o outro será em 21 de junho, no GP da Inglaterra, em Silverstone.

 

Também nesta segunda-feira foi anunciada a participação do inglês no triatlo de Londres, em 1.º de agosto, como parte de sua preparação física e também para arrecadar fundos a uma fundação beneficente.

 

Button terá de nadar 1.500 metros, correr 40 quilômetros de bicicleta e outros dez a pé. Ele disse que seu objetivo é terminar no pelotão da frente, e por isso não sente nenhuma pressão.

 

O piloto correrá em prol da fundação "Make-A-Wish", que tem como objetivo tornar realidade os sonhos de crianças que sofrem doenças que exigem tratamento por toda a vida.

 

"Tive o prazer de estar com crianças que recebem o apoio destas instituições de caridade. É um privilégio estar com eles e espero que possamos arrecadar dinheiro suficiente para tornar realidade o maior número de sonhos possível", comentou.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Jenson ButtonBrawn GP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.