Cacá Bueno vence e dispara na Stock

Cacá Bueno disparou na liderança da Stock Car. Neste domingo, na segunda etapa, em Curitiba (PR), ele conseguiu a segunda vitória na temporada e chegou aos 50 pontos no campeonato. O piloto carioca da Action Power (Chevrolet), confirma, assim, a condição de um dos principais candidatos ao título, numa categoria marcada pelo equilíbrio. O paulista Antonio Jorge Neto, da RC (Chevrolet) foi o segundo colocado, com o paraibano Valdeno Brito, da Nascar Benamed (Mitsubishi), em terceiro. O atual campeão, Giuliano Losacco, da Medley/A Mattheis, foi o quarto colocado e está em segundo na classificação, com 34 pontos.Mas a corrida terminou em protesto, por conta da ultrapassagem de Cacá sobre Losacco, na 22.ª volta, que levou o paulista à liderança - e à vitória sete voltas depois. A equipe de Giuliano reclamou oficialmente da manobra, por considerar que Cacá agiu antidesportivamente ao colocar o carro por dentro na entrada de uma curva, quando não haveria espaço. Os carros se chocaram e Giuliano, que estava na ponta desde a largada, saiu da pista, perdeu uma parte da lateral esquerda do seu carro e caiu várias posições. O protesto, porém, não foi aceito pela direção da prova e o resultado, mantido.?Acho que o Cacá foi totalmente responsável pela batida, ele colocou duas rodas na grama e deu uma pancada na minha porta. Não tive o que fazer?, disse Losacco. ?Depois do toque, a direção ficou torta. Aí, só me restou defender a minha posição?. Cacá entende que a manobra foi justa. ?Foi coisa de corrida, ninguém teve culpa e eu torci para o Giuliano continuar na corrida justamente para evitar polêmica.?Na primeira parte da corrida, o show foi de Pedro Gomes, da Katalogo Racing. Na largada, ele superou Tiago Marques, da Action Power e pulou do quinto para o quarto lugar. Na segunda volta, foi para cima de Christian Fittipaldi, da Avallone, e ganhou o terceiro lugar, atrás de Losacco e de Cacá Bueno, que mantiveram as posições da largada. Na sétima volta, porém, um acidente que tirou da prova Felipe Maluhy, da Avallone, causou a entrada do safety car e o reagrupamento dos carros.Na relargada, Gomes perdeu três posições. Perdeu, também, a concentração. Descontrolou-se e acelerou mais do que podia na tentativa de recuperação. Acabou rodando na 10.ª volta, saindo do primeiro pelotão - terminaria em 13.º. A partir da relargada, a briga pela liderança entre Losacco e Cacá empolgou a torcida. Com o carro mais rápido, Cacá tentou por várias vezes a ultrapassagem; no braço, Losacco evitou, até a volta 22.A vitória de Cacá estava definida, mas as outras posições não. Isso porque Matheus Greipel (Bassani), que vinha em terceiro rodou e saiu da briga. E Christian Fittipaldi, segundo colocado a duas voltas do final, teve problemas de câmbio e completou apenas em 10.º. Jorge Neto e Brito herdaram as posições.Segundo a organização, 36 mil pessoas assistiram à prova em Curitiba, recorde da categoria no circuito. Ainda de acordo com os organizadores, o recorde de público da Stock é de 1981, 39 mil pessoas numa prova em Interlagos.Agora, a Stock dá uma parada de pouco mais de um mês. A próxima corrida, terceira do campeonato, será em de 19 de junho, no autódromo de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro.Na Stock Light, a vitória na segunda etapa, de ponta a ponta, foi do goiano Wellington Justino, que completou as 27 voltas em 41min15s841, média de 145,063 km/h. O paranaense Lico Kaesemodel ficou em segundo e o paulista Paulo Salustiano completou em terceiro. Justino lidera o campeonato com 37 pontos. Kaesemodel tem 34 e Daniel Landi, sétimo na prova de ontem, está em terceiro, com 29. A categoria também volta a correr no dia 19 de junho, no Rio de Janeiro.Classificação da Stock Car V8 em Curitiba: 1.º - Cacá Bueno, 29 voltas em 42min18s693; 2.º - Antonio Jorge Neto, a 4s017; 3.º - Valdeno Brito, a 5s393; 4.º - Giuliano Losacco, a 7s293; 5.º - Rodrigo Sperafico, a 8s044; 6.º - Ricardo Maurício, a 10s164; 7.º - Popó Bueno, a 10s743; 8.º - Nonô Figueiredo, a 11s216; 9.º - Duda Pamplona, a 11s898; e 10.º - Christian Fittipaldi, a 14s546.Classificação do campeonato: 1.º - Cacá Bueno, 50 pontos; 2.º - Giuliano Losacco, 34; 3.º - Antonio Jorge Neto, 25; 4.º - Rodrigo Sperafico, 24; 5.º - Nonô Figueiredo, 22; 6.º - Duda Pamplona, 17; 7.º - Luciano Burti, 16; 8.º - Valdeno Brito, 16; 9.º - Ricardo Maurício, 10; 10.º - Popó Bueno, 9; e 11.º - Beto Giorgi, 9.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.