Cacá Bueno vence na abertura da Stock

A primeira etapa da Stock Car brasileira, hoje, no Autódromo Internacional de Curitiba, teve alguns bons "pegas?, vários pilotos se enroscando na disputa por posições, alto índice de abandonos - 19 carros ficaram pelo caminho - e um ótimo público, estimado em 30 mil pessoas. E teve também o domínio quase absoluto do carioca Cacá Bueno. O piloto da Action Power só não venceu de ponta a ponta porque o regulamento obriga o reabastecimento. Mas mostrou que será um dos fortes candidatos ao título. Cacá, que está em sua terceira temporada, largou na pole, manteve a primeira posição e soube controlar os ataques do paulista Giuliano Losacco, da RC (pulou de quarto para segundo), nas voltas iniciais. Depois, abriu boa diferença e só perdeu a liderança da 16.ª a 31.ª voltas - primeiro para Tiago Camillo, da Vogel, e depois para seu companheiro de equipe, Thiago Marques - em função do pit stop. No giro 32, quando Marques fez seu reabastecimento, Cacá reassumiu a ponta. Ele completou as 50 voltas pelo anel externo da pista paranaense em 43min17s062, com média de 176,738 km/h. Losacco terminou em segundo, a 4s833, e o paranaense Alceu Feldmann, da RS Competições, completou o pódio, cruzando em terceiro, a 12s292 do vencedor. Marques foi o quarto e Ricardo Maurício, paulista que estreou na categoria pela Katalogo Racing, ficou em quinto. O atual campeão, o paranaense David Muffato (Repsol-Boettger), abandonou na quarta volta por causa da quebra da suspensão traseira esquerda do seu carro. A corrida de hoje marcou a estréia da carenagem do Astra Sedan na categoria e Cacá agradeceu bastante aos integrantes de sua equipe por sua quinta vitória na Stock. "No começo da semana, tínhamos muitos ajustes para fazer no carro, o que me preocupou. Felizmente, desde sexta-feira as coisas melhoraram e fiquei mais confiante?, disse. "Não senti diferença na maneira de dirigir o carro, com a entrada da carenagem do Astra, embora os motores pareçam mais potentes e equilibrados.? Losacco conformou-se com o segundo lugar. "Os motores estão andando mais. No início percebei que mantinha o ritmo dos primeiros e quis deixar para buscar o Cacá depois, quando entrasse nos boxes. Espero tirar a diferença na próxima etapa", disse o paulista, já pensando na corrida de Interlagos, dia 18 abril. Na Stock Light, a vitória hoje na segunda etapa foi do mato-grossense Reck Júnior, com Daniel Landi (SP) em segundo e Fábio Carreira (SP) em terceiro. A primeira etapa, sábado, foi vencida pelo paranaense Diogo Pachenki. Reck, terceiro no sábado, lidera o campeonato, com 41 pontos, seguido por Carreira (36) e por Pachenki e Lorenzo Varassin, ambos com 25. Resultado da Stock Car - 1.º) Cacá Bueno, 50 voltas em 43min17s062; 2.º) Giuliano Losacco, a 4s833; 3.º) Alceu Feldmann, a 12s292; 4.º) Thiago Marques, a 16s303; 5.º) Ricardo Maurício, a 25s422; 6.º) Mateus Greipel, a 27s486; 7.º) Ricardo Etchenique, a 30s058; 8.º) Antonio Jorge Neto, a 30s763; 9.º) Gualter Salles, a 43s298; 10.º) Ingo Hoffmann, a 1 volta; 11.º) Thiago Camilo, a 1 volta; 12.º) Chico Serra, a 1 volta; 13.º) Sandro Tannuri, a 2 voltas; 14.º) Rodney Felicio, a 2 voltas; 15.º) Airton Daré, a 8 voltas. Classificação do campeonato - 1.º) Cacá Bueno, 25 pontos; 2.º) Giuliano Losacco, 20; 3.º) Alceu Feldmann, 16; 4.º) Thiago Marques, 14; 5.º) Ricardo Maurício, 12; 6.º) Mateus Greipel, 10; 7.º) Ricardo Etchenique, 9; 8.º) Antonio Jorge Neto, 8; 9.º) Gualter Salles, 7; 10.º) Ingo Hoffmann, 6; 11.º) Thiago Camilo, 5; 12.º) Chico Serra, 4; 13.º) Sandro Tannuri, 3; 14.º) Rodney Felicio, 2; e 15.º) Airton Daré, 1.

Agencia Estado,

28 de março de 2004 | 13h05

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.