JF Diorio/Estadão
JF Diorio/Estadão

Câmara Municipal aprova concessão do autódromo de Interlagos

Texto altera a proposta inicial da Prefeitura, que pretendia vender todo o complexo

Tulio Kruse, O Estado de S.Paulo

15 de maio de 2019 | 22h59

A Câmara Municipal de São Paulo aprovou, na noite desta quarta-feira, a concessão do autódromo de Interlagos à iniciativa privada. O placar foi de 34 votos a 8. O texto foi aprovado em segundo turno de votação e agora segue para a sanção do prefeito Bruno Covas (PSDB).

O texto aprovado pelos vereadores altera a proposta inicial da Prefeitura, que pretendia vender todo o Complexo de Interlagos. A Câmara aprovou apenas a concessão, em vez da venda, conforme antecipou o Estado. Com isso, será repassada apenas a administração do complexo, que inclui o autódromo municipal, o cartódromo Ayrton Senna e estruturas de apoio.

Além de aprovar a concessão, os vereadores também incluíram um dispositivo que garante a gratuidade do acesso ao parque que integra o complexo de Interlagos. Na prática, a emenda aprovada na Câmara apenas substitui toda a lei que previa a venda do autódromo.

Segundo o verador Milton Leite (DEM), ex-presidente da Casa, a alteração ocorreu porque, na avaliação do Legislativo municipal, a área permitida para construção de equipamentos e exploração da área não pagaria a conta das obras que a Prefeitura exigia como contrapartida.

"Nós não vendemos porque não paga a conta, é bem simples", disse o vereador. "Com a concessão, não precisa fazer isso."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.