Câmbio quebrado prejudicou Rubinho

Rubens Barrichello ficou sem tempo no treino de classificação do GP do Canadá de Fórmula 1, neste sábado, em Montreal. No fim da volta de aquecimento dos pneus, antes da lançada, o câmbio da sua Ferrari quebrou. Com isso, o piloto brasileiro vai largar em último lugar na prova de domingo.A assessoria da Ferrari evitou o encontro do piloto brasileiro com a imprensa. "Posso apenas dizer que estou muito chateado com o ocorrido", afirmou Rubinho, segundo o comunicado oficial da equipe.Mas a quebra pode trazer algum benefício ao brasileiro. Isso o permitirá substituir o motor para as 70 voltas da corrida deste domingo. Mesmo porque, o traçado canadense, com 4.361 metros, é um dos mais exigentes da temporada.Como Rubinho já vai largar em último lugar, substituir o motor não mudará sua posição no grid. Resta saber apenas se a Ferrari vai se interessar em manter um motor já com um GP de milhagem para a próxima etapa da temporada, dia 19, nos Estados Unidos. Enquanto isso, o inglês Jenson Button admitiu que a pole no Canadá foi completamente inesperada. "Estou surpreso, confesso", disse o piloto da BAR. "Mas não me iludo porque vi nos treinos livres que o ritmo da Renault e da McLaren, em condição de corrida, é melhor que o nosso."Já Michael Schumacher, que ficou em segundo lugar do grid com a Ferrari, estava sorrindo depois do treino deste sábado. "Nosso resultado não me surpreende. Estou confiante em poder vencer aqui em Montreal como ainda não estive este ano", revelou o alemão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.