Rob Griffith/AP
Rob Griffith/AP

Carro da Ferrari tem 'bom potencial', diz Raikkonen

Finlandês reestreia pela escuderia italiana após quatro anos

Agência Estado

12 de março de 2014 | 14h53

MELBOURNE - Prestes a fazer sua reestreia na Ferrari, com a abertura da temporada da Fórmula 1 neste fim de semana na Austrália, o piloto finlandês Kimi Raikkonen acredita que a equipe italiana pode fazer um bom papel no campeonato. Apesar de lamentar o pequeno número de testes feitos com o novo carro, ele disse que o modelo F14 T mostrou ter um "bom potencial".

"O carro parece ter um bom potencial, mas temos que trabalhar para tirar o máximo dele", afirmou Raikkonen, que minimizou a importância de um possível resultado ruim no GP da Austrália, cujos treinos começam já na noite desta quinta-feira (pelo horário de Brasília). "Se alguém for mais rápido do que a gente, é apenas a primeira corrida. Mais do que o resultado, sabemos que ainda muita coisa está para acontecer com o F14 T", completou o piloto.

Depois de ficar três temporadas na Ferrari, entre 2007 e 2009, quando foi campeão da Fórmula 1 logo na primeiro ano, Raikkonen voltou agora à equipe - nesse intervalo, ficou fora da categoria algum tempo e correu também pela Lotus. "Algumas pessoas mudaram e mesmo a atmosfera parece um pouco diferente, mas, para mim, é ainda a mesma grande escuderia. E acredito que trabalhamos muito bem no novo carro", avaliou o piloto finlandês de 34 anos.

Tudo o que sabemos sobre:
VelocidadeFórmula 1FerrariRaikkonen

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.