Carro deixa Da Matta desanimado

Alguns minutos depois da bandeirada do GP da Austrália, o piloto brasileiro Cristiano da Matta apareceu no paddock com um sanduíche na mão. "Eu poderia comer dentro do carro, durante a prova, de tão lento que estava", falou, incomodado com a falta de velocidade do modelo TF104 da Toyota. "Não é que ele sai de frente, de traseira, como o carro do ano passado, e por isso perde tempo. O TF104 é neutro, mas muito lento."O mineiro terminou em 12º, a duas voltas de Michael Schumacher, o vencedor. "Felizmente temos várias novidades no carro para serem testadas."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.