Cart muda de novo as regras na Indy

A Cart mudou novamente o regulamento da Fórmula Indy. Conforme antecipou a Agência Estado na sexta-feira, a entidade anunciou nesta segunda-feira que as equipes terão que voltar a usar um espaçador na base da válvula pop off dos carros no restante da temporada. Essa medida equilibra as forças dos motores Honda, Toyota e Ford e entra em vigor já na próxima prova, domingo, no oval de Michigan. Antes da prova em Detroit, dia 17 de junho, a Cart determinou o uso do polêmico espaçador, para evitar uma suposta vantagem ilícita que a Honda e a Ford estariam tendo, "enganando" a válvula que controla a pressão do turbo. A decisão era uma vitória da Toyota, que levantou a suspeita com base na desvantagem que os carros com seus motores vinha tendo no campeonato. Pressionada, a Cart avisou no começo da semana passada que o espaçador não deveria ser usado nas próximas três corridas - Toronto, Michigan e Chicago. Enquanto isso, todos os envolvidos buscariam uma solução para o problema. Era o troco da Honda. Tanto que as duas Penske, dos brasileiros Gil de Ferran e Hélio Castro Neves, dominaram os treinos em Toronto e o norte-americano Michael Andretti, da equipe Motorola, foi o vencedor da prova. Os três carros são equipados com motores Honda. Mas, a determinação da Cart não durou muito. No comunicado oficial desta segunda-feira, a Cart avisa que houve um acordo entre todos os fabricantes e que a solução foi a melhor possível para a categoria, que assim mantém a sua "grande competitividade". "Todas as montadoras expressaram sua insatisfação no modo como a Cart estava lidando com esse problema, mas estou extremamente satisfeito com a solução tomada, pois preserva o espírito de competitividade do nosso campeonato", disse o presidente da entidade, Joe Heitzler. Resta saber agora qual será o resultado disso tudo na pista, a partir dos treinos de sexta-feira, no oval de Michigan.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.