Cart põe outro piloto em Indianápolis

O neozelandês Scott Dixon, uma das revelações da Cart no ano passado, é mais um piloto que confirmou presença nas 500 Milhas de Indianápolis, prova que faz parte do calendário da IRL. Dixon correrá ao lado do brasileiro Aírton Daré e do norte-americano Greg Ray na equipe A.J. Foyt.Além de Dixon, outros pilotos da Cart confirmados na prova do dia 26, a 86ª edição das 500 Milhas, são os brasileiros Tony Kanaan, pela Mo Nunn, e Bruno Junqueira, pela Chip Ganassi, o norte-americano Michael Andretti, pela Green/Motorola, o sueco Kenny Brack, pela Chip Ganassi, o canadense Paul Tracy e o escocês Dario Franchitti, ambos pela Green.O número de pilotos da Cart é o maior desde que a IRL tornou-se uma liga independente a partir de 1996. Nos dois últimos anos, os pilotos da Cart venceram a corrida: Juan Pablo Montoya, pela Chip Ganassi, em 2000, e Hélio Castro Neves, pela Penske, em 2001.Dixon, da equipe PWR, correndo com um Lola/Toyota, tornou-se no ano passado o piloto mais jovem a vencer uma prova da Cart (20 anos e nove meses), ganhando a corrida de Nazareth. Ainda completou o maior número de voltas na temporada e acabou o ano em oitavo lugar. Neste campeonato, o piloto está em 14º lugar, com 12 pontos.Daré ficou satisfeito com a vinda dos dois pilotos. Greg Ray, que deverá fazer as demais provas do ano no lugar do chileno Eliseo Salazar, exigiu o competente engenheiro Thomas Knapp. Com Knapp, Ray ganhou cinco corridas na IRL e estabeleceu o recorde de 14 poles. "Tem sido difícil convencer A.J. Foyt a fazer mudanças no carro. Se o Ray andar mais rápido com novos acertos, a equipe terá de mudar meu carro", diz o brasileiro.Além disso, com a contratação dos dois pilotos, a equipe terá mais técnicos e mecânicos trabalhando para as 500 Milhas de Indianápolis. Daré confirmou que participará dos testes já a partir do próximo domingo, quando a pista estará aberta para o primeiro dia de treinos. O pole day será dia 11."Vou usar um carro novo, já que o meu foi destruído no acidente com o Salazar. E os novos motores Chevy também deverão render bem, porque no dinamômetro apresentaram cerca de 20 cavalos a mais do que os que foram utilizados até aqui. Até agora, as perspectivas para as 500 Milhas são as melhores possíveis", disse Daré.O piloto Jacques Lazier, que sofreu um grave acidente em Nazareth, saiu nesta quarta-feira do Hospital Metodista, em Indianápolis. Ele fraturou a 12ª vértebra e foi operado pelo cirurgião Terry Trammel, que visitou Interlagos durante o GP do Brasil de Fórmula 1. A recuperação durará cerca de seis meses. Nas próximas oito semanas, Lazier usará um colete ortopédico.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.