Castroneves quer manter rotina de vitórias em São Petersburgo

Brasileiro venceu duas das três corridas nas ruas da cidade nos EUA e foi o mais rápido nos treinos da F-Indy

Milton Pazzi Jr., estadao.com.br

04 de abril de 2008 | 20h25

O Grande Prêmio de São Petersburgo (EUA) da Fórmula Indy, neste domingo, às 15h30 (com Bandsports), tem favorito à vitória antes mesmo de começar: é o brasileiro Hélio Castroneves, da Penske, que vem de um quarto lugar na corrida de abertura. Das três corridas realizadas no circuito de rua, ele venceu duas e fez uma pole position. De quebra, nos treinos livres já mostrou quem manda, cravando as voltas mais rápidas.Veja também: Conheça os pilotos e as equipes da temporada 2008 Confira o calendário e o sistema de pontuação"Fiquei feliz por conseguir repetir o bom desempenho dos anos anteriores. E isso que não peguei muita pista 'limpa' [sem outros carros à frente]. Vamos ver o que acontece na corrida, eu espero ser novamente bastante rápido", é o discurso de Castroneves. O duro é que a velocidade mais rápida registrada foi de cerca de 165 km/h, ao contrário dos cerca de 350 km/h da corrida no oval da semana passada.A atenção do brasileiro está voltada para o neozelandês Scott Dixon, da Chip Ganassi, que venceu o GP de Homestead, na semana passada, mas não teve bom desempenho nos primeiros treinos, e Tony Kanaan, da Andretti-Green, que venceria se não tivesse sido atingido e abandonado a prova a sete voltas do fim.Kanaan, por sinal, é outro piloto que também vai bem no circuito de 2,9 quilômetros. Ele foi vice no ano passado e terceiro colocado nas duas temporadas anteriores. No treino livre de sexta foi penalizado com 30 minutos a menos na pista que os outros pilotos por ter ficado na corrida após o acidente, com a roda quase pendurada - pôs em risco a segurança dos outros pilotos.Os outros brasileiros na prova são Bruno Junqueira, Enrique Bernoldi, Vítor Meira e Mário Moraes, tem expectativa de melhorar o desempenho ruim do começo de temporada, mas ainda buscam melhor acerto de seus carros. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.