Charlie Neibergall/AP
Charlie Neibergall/AP

Castroneves triunfa em Iowa e encerra jejum de 3 anos na Indy

Piloto brasileiro não vencia na categoria desde 1º junho de 2014

Estadão Conteúdo

09 de julho de 2017 | 22h30

O brasileiro Hélio Castroneves encerrou neste domingo à noite, na etapa de Iowa da Fórmula Indy, um jejum de mais três anos sem vitórias na tradicional categoria norte-americana ao triunfar na prova realizada no circuito oval que foi o palco da 11ª corrida do campeonato deste ano.

O piloto da Penske não cruzava a linha de chegada em primeiro lugar em uma etapa da Indy desde o dia 1º de junho de 2014, quando ganhou em Detroit. De lá para cá, amargou 54 corridas de jejum, que só foi encerrado depois de uma longa disputa no oval de Iowa, onde foi líder em 217 das 300 voltas percorridas.

Essa também foi a 30ª vitória de Castroneves na Indy, na qual o piloto de 42 anos já está presente há duas décadas, se levadas em conta as temporadas em que disputou as categorias de acesso antes de ingressar na principal em 2001. E, embora tenha se consagrado vencedor das 500 Milhas de Indianápolis por três vezes, ele nunca conseguiu ser campeão de um campeonato da Indy.

Agora, este triunfo em Iowa o colocou ainda mais próximo da luta por este almejado inédito título. O brasileiro chegou aos 395 pontos na vice-liderança do campeonato e está apenas oito atrás do neozelandês Scot Dixon, da equipe Ganassi, líder isolado, que neste domingo terminou a prova apenas em oitavo lugar.

A segunda posição da corrida deste domingo foi conquistada pelo norte-americano JR Hildebrand, da Carpenter, que igualou o melhor resultado de sua carreira depois de ter ficado em segundo lugar pela última vez nas 500 Milhas de Indianápolis de 2011. Já o também norte-americano Ryan Hunter-Reay, da Andretti, completou o pódio ao terminar a prova em Iowa na terceira colocação.

O australiano Will Power, da Penske, os norte-americanos Graham Rahal (RLL) e Josef Newgarden (Penske) e o francês Simon Pagenaud (também da Penske) completaram, nesta ordem, o grupo dos sete primeiros colocados, ficando logo à frente de Dixon, o oitavo.

Já o brasileiro Tony Kanaan também assegurou lugar entre os dez primeiros ao fechar a prova na nona posição com sua Ganassi, enquanto o canadense James Hinchcliffe foi o décimo pela Schmidt Peterson.

Assim, Pagenaud também foi aos 372 pontos na terceira posição na classificação geral, que tem Power em quarto, com 350, e Newgarden em quinto, com 347. Kanaan é apenas o oitavo no geral, com 295, atrás também de Graham Rahal, sexto, com 337, e o japonês Takuma Sato, sétimo pela Andretti, também com 337 e atrás do piloto da RLL apenas pelos critérios de desempate. Sato foi apenas o 16º colocado neste domingo.

A próxima etapa da Indy será já no domingo que vem, em Toronto, no Canadá, em um circuito de rua que será o palco da 12ª etapa desta temporada.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula IndyAutomobilismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.