CBA ainda luta contra as obras em Jacarepaguá

O presidente da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA), Paulo Scaglione, vai lutar até o fim para preservar o autódromo de Jacarepaguá das obras do complexo desportivo dos Jogos pan-americanos de 2007, no Rio. O material já está sendo descarregado no local e as reformas, orçadas em R$ 240 milhões, começam na segunda-feira. Mas a CBA homologou nesta quinta-feira novo recurso para embargar a "reforma". O "agravo de instrumento" no Tribunal de Justiça do Rio será a segunda tentativa na Justiça de impedir que o circuito de Jacarepaguá se transforme em um grande canteiro de obras. Será julgado pela 16ª Câmara Cível. Na semana passada, a 6ª Vara da Fazenda Pública do Rio indeferiu pedido de liminar impetrado pela entidade.?Estou otimista. Tanto assim que o calendário do automobilismo para 2006 contará com Jacarepaguá nos principais campeonatos?, disse Paulo Scaglione nesta quinta-feira.As obras do complexo desportivo estão atrasadas em cerca de um ano. Carlos Arthur Nuzman, presidente do Comitê Organizador e do COB, entretanto, garantiu que o tempo será suficiente para a construção do complexo. Os Jogos Pan-Americanos estão previstos para o mês de julho de 2007, no Rio de Janeiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.