Clive Rose/AFP
Clive Rose/AFP

Charles Leclerc se diz ‘muito frustrado’ apesar de reação no GP do Canadá de F-1

Monegasco supera punição e finaliza nona etapa do Mundial de Fórmula 1 na quinta colocação

Redação, Estadão Conteúdo

19 de junho de 2022 | 19h46

Charles Leclerc largou em 19º lugar no GP do Canadá, conseguiu uma grande reação acelerando no Circuito Gilles Villeneuve, em Montreal, e cruzou a linha de chegada em quinto lugar. O desempenho fez o monegasco ser eleito o “Piloto do Dia” pela votação popular realizada a cada etapa no site oficial da Fórmula 1, mas nada evitou que ele saísse da pista com a frustração como principal sentimento em seu peito. 

“Foi muito frustrante, na verdade. A última parte foi boa, mas logo no começo eu fiquei preso em um trem de DRS (quando vários carros estão com a asa móvel aberta) e não pude fazer nada. Então, no meio da corrida, acabei ficando preso atrás de Esteban (Ocon) com pneus muito mais novos ", comentou o monegasco da Ferrari em entrevista ao canal britânico Sky Sports.

"Então, fizemos o pitstop pensando que havíamos liberado o tráfego atrás, mas tivemos um pitstop lento e caímos de volta em outro trem  de DRS. Então, tivemos que refazer o trabalho novamente. O final foi bem divertido. fui um pouco mais agressivo para somar pontos. Terminamos em quinto, que é a melhor posição considerando tudo o que aconteceu hoje”, ponderou. 

Com o resultado final da corrida, o monegasco se manteve em terceiro lugar no Mundial de Pilotos, agora 126 pontos, ainda atrás da dupla da Red Bull. Max Verstappen, vencedor da prova canadense, lidera com 175 pontos, seguido pelo companheiro Sergio Pérez, que não completou a corrida neste domingo porque teve um problema no carro. 

Leclerc largou do 19º lugar porque foi punido por trocar o controle eletrônico do motor, parte de sua Ferrari que falhou no GP do Azerbaijão, na semana passada, e o obrigou a abandonar a prova. Esta foi a terceira troca de conjunto eletrônico efetuada pela Ferrari na temporada, situação na qual é prevista a punição com perda de posições.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.