Arquivo/AE
Arquivo/AE

Chefe da McLaren apoia Vatanen para presidência da FIA

Equipe inglesa considera o finlandês como o mais preparado pela experiências nas pistas e na política

EFE

15 de julho de 2009 | 12h19

LONDRES - O inglês Martin Whitmarsh, diretor-geral da McLaren, manifestou apoio à candidatura do finlandês Ari Vatanen, ex-campeão mundial de rali, para a presidência da Federação Internacional de Automobilismo (FIA).

Veja também:

linkMosley diz que não tentará reeleição e indica Jean Todt

Vatanen, que disputará a presidência contra o francês Jean Todt, ex-diretor-geral da Ferrari, intensificou sua campanha nos últimos dias para obter apoios no mundo da Fórmula 1.

Todt conta com o apoio do inglês Max Mosley, atual presidente da FIA , que não tentará a reeleição.

Whitmarsh disse que Vatanen, de 57 anos, seria capaz de iniciar um processo de reconciliação na F-1. "É uma pessoa que traz sangue novo, e renovar o mundo do esporte é bastante necessário", apontou.

"Ele foi um grande piloto e um campeão mundial, por isso acho que entende bem o mundo da competição. Também foi um político de êxito, e isso é um extra porque há muita política na F-1, no esporte a motor e na FIA", explicou.

"Se alguém pode reformular a FIA, Vatanen tem todas as credenciais para isso. Se Max Mosley não continuar e Ari for candidato, tenho certeza que conseguirá muitos apoios porque é uma pessoa equilibrada e sensível", completou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.