REUTERS/Albert Gea
REUTERS/Albert Gea

Chefe da McLaren na F-1 diz que Daniel Ricciardo 'ainda não atendeu às expectativas'

Zak Brown, chefão da escuderia britânica, avalia desempenho do piloto australiano após início ruim de temporada

Redação, Estadão Conteúdo

24 de maio de 2022 | 16h44

Daniel Ricciardo foi contratado pela McLaren ainda em 2020 para ser o piloto titular ao lado do jovem Lando Norris, de 22 anos. Passadas uma temporada e mais seis corridas em 2022, o australiano ainda não atendeu às expectativas da escuderia, de acordo com Zak Brown, chefão da escuderia inglesa.

Em entrevista para a Sky Sports nesta terça-feira, o CEO da McLaren foi bastante sincero ao revelar que os resultados do experiente piloto de 32 anos não são satisfatórios. Com motivos de sobra. Em seis GPs disputados no ano, Ricciardo pontuou somente em um. Na corrida caseira, na Austrália, cruzou em 6º lugar.

Ricciardo admitiu que fez uma prova ruim na Espanha, no fim de semana passado (cruzou em 12º), e prometeu reação já em Mônaco, no próximo domingo. Ele precisa melhorar bastante. Enquanto ocupa o 11º lugar no Mundial de Pilotos, com somente 11 pontos, seu companheiro já fez 39 e aparece em sétimo.

"Daniel ainda não está confortável com o carro, enquanto Lando é um dos melhores pilotos do mundo no momento", afirmou Brown. "Lando definitivamente tem uma vantagem. Obviamente, gostaríamos de ver Daniel muito mais perto para termos uma boa batalha intra-time."

Enquanto não consegue criar a tão sonhada disputa interna na McLaren, Brown revela trabalho extra para ajustar o carro do australiano de maneira que possa render o esperado quando foi buscado na Renault.

"Estamos tentando tudo o que podemos. Mais uma vez, foi um fim de semana decepcionante. Ele não atendeu às expectativas", reconheceu Brown. "Acho que tudo o que ele pode fazer é continuar trabalhando duro em equipe, manter as comunicações, continuar pressionando e esperar que o que não estiver ocorrendo no momento, aconteça em breve."

Da mesma maneira que em Barcelona, Ricciardo também foi 12º na Arábia Saudita, cruzou em 13º em Miami, 14º no Bahrein e apenas o 18º na Emília Romagna.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.