Max Rossi / Reuters
Max Rossi / Reuters

Chefe da Mercedes exalta domínio em Abu Dabi, mas já projeta temporada 2018

Segundo Toto Wolff, 2018 começa nesta terça (28/11) com testes de pneus

Estadão Conteúdo

27 Novembro 2017 | 10h58

O chefe da equipe Mercedes, Toto Wolff, exaltou a dobradinha feita pela equipe no GP de Abu Dabi de Fórmula 1, disputado neste domingo, nos Emirados Árabes Unidos, que terminou com a vitória do finlandês Valtteri Bottas. O inglês Lewis Hamilton, campeão antecipado da temporada, ficou na segunda colocação.

+ Vettel lamenta prova 'solitária' em Abu Dhabi e admite superioridade da Mercedes

+ Bottas exalta peso de vitória em Abu Dhabi e Hamilton admite: 'Ele mereceu muito'

"Esta foi uma maneira especial de terminar a temporada. O carro foi magnífico hoje [domingo], mais rápido na classificação e também em condições de corrida com os dois tipos de pneus. Estou muito satisfeito por ver a maneira como Valtteri trabalhou nas corridas difíceis depois do fim do verão para terminar a temporada assim, com duas poles e uma vitória na prova final do ano", disse o dirigente.

Apesar do sucesso da escuderia nesta temporada com os títulos nos Mundiais de Pilotos e de Construtores, Toto Wolff já demonstrou preocupação com o próximo ano. O executivo revelou que o planejamento começa com os testes de pneus da categoria, marcados para esta terça-feira, em Abu Dabi.

+ Massa dá adeus à F-1 com 'sensação maravilhosa' e não descarta ter cargo na FIA

+ Massa diz que provou em treino final que deixa a F-1 no 'topo da competitividade'

"Não é hora de olharmos para trás. (O ano de) 2018 começa na terça-feira com os testes de pneus. Então, temos que ter certeza de fazer bem o dever de casa nesta semana e continuar avançando. Vamos aproveitar esta noite, mas depois nossas cabeças estarão focadas em começar a preparação para o próximo desafio", complementou Toto Wolff.

A Mercedes venceu a competição entre os construtores neste ano com um total de 668 pontos. A Ferrari, vice-campeã, somou 522 pontos, enquanto a Red Bull, terceira colocada, totalizou 368 pontos.

Entre os pilotos, Lewis Hamilton levou o título com 363 pontos, 46 à frente do vice-campeão, o alemão Sebastian Vettel (317), da Ferrari. Valtteri Bottas foi o terceiro na classificação, com 305 pontos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.