Leonhard Foeger/Reuters
Leonhard Foeger/Reuters

Chefe da Mercedes garante concentração total da Mercedes pelo título de Hamilton

Piloto inglês só precisa de um sétimo lugar, no domingo, no GP do México, para se sagrar campeão

Estadão Conteúdo

23 Outubro 2018 | 21h46

O pentacampeonato de Lewis Hamilton está muito próximo. O piloto inglês só precisa de um sétimo lugar, no domingo, no GP do México, para se sagrar campeão pela quinta vez na Fórmula 1. Mas os 70 pontos de vantagem (346 a 276) sobre o alemão Sebastian Vettel, da Ferrari, não faz a Mercedes diminuir seu ritmo de concentração para as três últimas provas da temporada.

"Sabemos que não será uma corrida fácil, mas todos na equipe estão focados, motivados e determinados a continuar a pressão até a bandeira quadriculada em Abu Dabi", disse Toto Wolff, chefe da equipe Mercedes.

O dirigente da equipe alemã afirmou que as características da Cidade do México causam alterações importantes no acerto dos carros. "A altitude (2.250 metros) e as exigências que isso impõe aos carros e às unidades de potência tornam a disputa mais intensa e imprevisível", declarou Wolff.

Segundo o chefe da Mercedes, a previsão é de um tempo firme, sem chuva, a exemplo do que ocorreu domingo passado em Austin, nos Estados Unidos. "Isso nos faz prever um luta dura com a Ferrari e a Red Bull."

As duas sessões de treinos livres estão previstas para sexta-feira. Um terceiro treino livre será realizado no sábado, antes do treino classificatório. A corrida será no domingo, com largada às 15 horas.

 

 

Mais conteúdo sobre:
Fórmula 1Lewis Hamilton

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.