Nelson Antoine/AP
Nelson Antoine/AP

Chefe da Red Bull diz que Verstappen vai 'aprender' com erros no GP da China

Acidente causado por holandês tirou Sebastian Vettel, da Ferrari, do pódio

Estadão Conteúdo

16 Abril 2018 | 15h54

O chefe da Red Bull, Christian Horner, acredita que o jovem Max Verstappen vai aprender com os erros cometidos no GP da China de Fórmula 1, no domingo. O holandês de apenas 20 anos foi um principais personagens da corrida ao falhar em momentos decisivos da prova, incluindo um acidente que afastou o alemão Sebastian Vettel, da Ferrari, do pódio.

+ Hamilton lamenta fim de semana 'desastroso' e agradece 'favor' de Verstappen

"Tenho total certeza de que ele tem um talento fenomenal e que é inteligente o suficiente para reconhecer as áreas em que precisa melhorar", disse Horner, poucas horas após o GP disputado em Xangai. "O talento dele é extremamente óbvio, sua bravura e instinto de corrida não são questionados. Mas o julgamento dele hoje... Ele foi muito impaciente."

Verstappen chamou a atenção no domingo em dois momentos da corrida. No primeiro, tentou ultrapassagem frustrada sobre o inglês Lewis Hamilton. O erro jogou o holandês para fora da pista. Após perder tempo na manobra, ele acertou quase em cheio Vettel, que chegou a liderar a prova, mas teve que se contentar com o oitavo lugar final por causa do erro de Verstappen.

Mesmo assim, o holandês teve chances de terminar a prova no pódio. No entanto, uma punição pela manobra sobre Vettel o fez terminar no quinto posto. "Não tenho dúvida de que ele vai compreender os erros. Já conversamos sobre isso. Ele vai aprender a partir do que aconteceu", afirmou o chefe da Red Bull.

Com um início de temporada aquém do esperado, Verstappen já cometeu erros nas três primeiras provas do ano. No Bahrein, na semana anterior, ele protagonizou disputa com Hamilton que lhe custou um pneu durado e polêmica via declarações ao fim da prova. Na Austrália, não conseguiu terminar a prova por conta de falha no carro.

Com este recente histórico, o holandês ocupa somente o oitavo lugar do Mundial de Pilotos, com 18 pontos. O líder é Vettel, com 54, seguido por Hamilton, com 45.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.