Arquivo/AE
Arquivo/AE

Chefe da Renault faz mistério sobre o futuro de Nelsinho

Flavio Briatore afirma não saber se o piloto brasileiro estará no carro da escuderia na próxima corrida

14 de julho de 2009 | 11h47

SÃO PAULO - Após o desempenho ruim no GP da Alemanha, com o 13.º lugar, a vaga do brasileiro Nelsinho Piquet na Renault está cada vez mais ameaçada. Nos bastidores da Fórmula 1, são fortes os rumores de que ele será demitido ainda nesta semana para dar lugar ao franco-suíço Romain Grosjean, piloto da GP2.

Veja também:

linkNelsinho Piquet confirma permanência na Fórmula 1

tabela F-1: classificação do Mundial

especial Confira o calendário da temporada

especial ESPECIAL: jogue o Desafio dos Pilotos

Perguntado sobre o futuro de Nelsinho, o chefe da Renault, Flavio Briatore, desconversou. "Ainda não posso dizer nada. Talvez eu mesmo esteja no carro", ironizou, em entrevista ao site da revista Autosport.

Por enquanto, não há confirmação oficial por parte da escuderia francesa. Na segunda-feira, o jornalista Galvão Bueno chegou a confirmar no SporTV a demissão de Nelsinho. Ele disse inclusive que a Renault já havia convocado o também brasileiro Lucas Di Grassi para ser o terceiro piloto a partir do GP da Hungria, no dia 26. A assessoria do piloto, no entanto, nega a informação.

Em seu Twitter, Nelsinho também desmentiu o fato. "Aí, Galvão, você está errado, meu bom", afirmou em referência clara a afirmação do narrador. "Vamos torcer para que o carro esteja melhor lá [na Hungria]. Valeu pelo apoio de todo mundo", completou Nelsinho.

O jornal francês L'Equipe também diz que a trajetória de Nelsinho Piquet na Renault está perto do fim. Segundo a publicação, existe uma cláusula no contrato do piloto que o obriga a ter pelo menos 40% dos pontos conquistados pelo companheiro Fernando Alonso. O brasileiro ainda não saiu do zero na temporada 2009, enquanto o espanhol está na oitava posição, com 13.

(Atualizado às 15h10)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.