Cingapura estende contrato com Fórmula 1 até 2017

O GP de Cingapura vai permanecer no calendário da Fórmula 1 até 2017. O acerto foi anunciado neste sábado, antes do treino classificatório da única corrida noturna da categoria, pelo governo local e pelo chefão da categoria, Bernie Ecclestone. A renovação do contrato, que expirava neste ano, não teve seus valores divulgados.

AE, Agência Estado

22 de setembro de 2012 | 09h41

"Estaremos todos aqui pelos próximos cinco anos", anunciou Ecclestone. "Todos gostamos de estar aqui, o que dificultou as coisas quando negociei com o ministro", comentou o detentor dos direitos da F1, após longas negociações com o governo de Cingapura.

Sem entrar em detalhes, o ministro da Indústria e Comércio, S. Iswaran, disse apenas que o novo acordo vai "reduzir significativamente os custos para o governo". No entanto, nenhuma das partes confirmou se houve redução no valor pago por Cingapura para sediar uma das corridas da temporada da F1.

"Eu sempre digo que estas questões não devem ser feitas. Um cavalheiro nunca deve falar sobre dinheiro ou sobre a noite passada", declarou Ecclestone. Com a definição em Cingapura, resta apenas três pendências para fechar o calendário da Fórmula 1 para a temporada 2013.

Ecclestone ainda está em negociação para renovar os contratos com os GPs da Alemanha e da Coreia do Sul. Já a corrida a ser realizada em Nova Jersey, nos Estados Unidos, depende da finalização das obras do circuito. Em seguida, o GP norte-americano definirá os detalhes do acordo para poder fazer sua estreia na categoria.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.