Cinto quebrado causou morte de Dale

Um cinto de segurança quebrado causou a morte de um dos maiores nomes do automobilismo mundial, o norte-americano Dale Earnhardt, na última volta das 500 milhas de Daytona, domingo. O resultado da perícia foi anunciado nesta sexta-feira pelo presidente da Nascar, Mike Helton.O carro de Earnhardt chocou-se contra o muro da curva 4 do autódromo de Daytona. O piloto, que havia vencido sete vezes a prova, morreu por causa dos ferimentos que sofreu na cabeça. Mike Helton diz ainda não saber em que circunstâncias o cinto se rompeu. "Ainda não sabemos como, quando e onde isso ocorreu. Vamos continuar investigando."O médico da categoria, Steve Bohannon, afirma que o problema foi decisivo na morte do piloto. Para ele, com o cinto quebrado, o corpo de Earnhardt escorregou para frente e seu rosto bateu no volante, provocando a morte.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.