Circuito do GP do México homenageia Mansell em nome de curva

Os organizadores do GP do México, que retornará ao calendário da Fórmula 1 nesta temporada, anunciaram nesta terça-feira que a última curva do reconstruído Autódromo Hermanos Rodríguez receberá o nome do ex-piloto britânico Nigel Mansell, campeão mundial em 1992.

Estadão Conteúdo

15 de setembro de 2015 | 16h08

Mansell venceu a última prova da Fórmula 1 no circuito da Cidade do México em 1992. Mas o seu desempenho na pista entrou mesmo para a história na corrida de 1990, quando ele ultrapassou o austríaco Gerhard Berger na última curva, então chamada Peraltada, bastante ondulada e considerada perigosa.

Posteriormente, a curva foi reconstruída por questões de segurança. Porém, os responsáveis pelo circuito optaram por homenagear Mansell, que agradeceu a lembrança dos mexicanos. "Quando eu descobri que a curva seria batizada, é claro que eu fiquei encantado, lisonjeado, orgulhoso e feliz, disse o inglês, para depois recordar a sua ultrapassagem.

"A notícia imediatamente trouxe à mente a minha inesperada manobra de ultrapassagem sobre Gerhard Berger na antiga Peraltada, quando cheguei em segundo, atrás de meu companheiro de equipe Ferrari Alain Prost em 1990. Eu não posso acreditar que foi há 25 anos e que faz 23 anos desde a minha última vitória na pista", afirmou Mansell, que também venceu a prova em 1987.

De volta ao calendário da Fórmula 1, o GP do México vai ser disputado em 1º de novembro, sendo a antepenúltima prova da temporada 2015.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.