Clima faz Pirelli escolher pneus duros para Silverstone

A alta velocidade que os carros atingem somada à imprevisibilidade em relação ao clima foram os motivos desta escolha

Agência Estado

30 de junho de 2014 | 17h29

As 11 equipes da Fórmula 1 terão à sua disposição conjuntos de pneus médios e duros para o GP da Inglaterra, neste final de semana, no circuito de Silverstone. As altas velocidades que os carros atingem somada à imprevisibilidade em relação ao clima foram os motivos desta escolha, segundo a fornecedora da categoria, a Pirelli.

A empresa ressaltou o fato de ser "comum a ocorrência de chuvas isoladas" durante a prova, além de destacar a ampla variação de temperaturas e da velocidade do vento no circuito. Por conta disso, seria necessário contar com pneus que suportem uma carga maior de esforços. "Trouxemos nossos dois pneus mais duros, que devem se adaptar bem às condições daqui. O tempo é sempre um ponto chave em Silverstone. No passado, já vimos de tudo, desde um sol brilhante até chuva torrencial", revelou o diretor de automobilismo da Pirelli, Paul Hembery. "As equipes precisam ter a capacidade de tomar decisões estratégicas rapidamente, com base no que acontece em tempo real", completou.

Ex-piloto da categoria e atual consultor da Pirelli, o francês Jean Alesi disse que pneus duros são importantes também por conta do formato do circuito. "É possível pilotar no limite em alguns trechos de Silverstone. A série de curvas Becketts, por exemplo, ainda é feita de pé cravado. Mas você precisa de um carro perfeitamente equilibrado e pneus que te permitam fazer isso, principalmente porque é ali que você encontra aqueles décimos de segundo que são fundamentais para um bom tempo de volta", avaliou.

O GP da Inglaterra, em Silverstone, será o nono da temporada deste ano da Fórmula 1, que terá um total de 19 corridas até novembro.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1PirelliGP da Inglaterra

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.