EFE
EFE

Com a missão de quebrar jejum de títulos, Ferrari apresenta o modelo SF1000

Nome do novo carro se refere ao milésimo GP que a escuderia vai completar este ano

Redação, O Estado de S.Paulo

11 de fevereiro de 2020 | 16h44

A Ferrari apresentou, nesta terça-feira, em Reggio Emilia, na Itália, o modelo SF1000, que será pilotado pelo monegasco Charles Leclerc e pelo alemão Sebastian Vettel na temporada 2020 da Fórmula 1. O nome do novo carro se refere aos milésimo grande prêmio que a escuderia completará este ano.

Com um vermelho mais forte (clássico) e com números de tipologia semelhantes aos carros da década de 1980, em homenagem ao canadense Gilles Villeneuve, ídolo morto em 1982, o SF1000 terá a missão de garantir um título de pilotos, ausente de Maranello desde 2007, e o de equipes, cujo jejum vem desde 2008.

Com 993 corridas disputadas, a Ferrari é a escuderia que mais venceu: 237. Ela soma 761 pódios e 228 poles positions. O time ostenta 15 títulos de pilotos e 16 de construtores. Única equipe a estar na Fórmula 1 desde o início da F-1, há 70 anos, a Ferrari completa mil corridas no GP de Mônaco, o sétimo da temporada 2020.

Alguns detalhes revelam mudanças no novo modelo em comparação ao usado no ano passado, que levou Leclerc apenas ao quarto lugar na classificação final, atrás do campeão Lewis Hamilton, Valtteri Bottas (ambos da Mercedes) e Max Verstappen (Red Bull).

A principal novidade visível é a utilização de apêndices aerodinâmicos nas proximidades da tomada de ar do motor. "A abordagem é um pouco diferente, já conheço mais o time, estou mais pronto para este ano. Já conheço as pessoas, é um grande desafio e estou ansioso para guiar o carro. Vamos trabalhar juntos para desenvolvê-lo. Estou bem preparado fisicamente e vou tentar dar o meu melhor, e espero que o carro seja o melhor possível", afirmou Leclerc.

Apenas quinto colocado no ano passado, o tetracampeão Vettel busca recuperar a confiança após erros cometidos ano passado, em sua sexta temporada na equipe. "Eu já gosto do SF1000, é diferente do carro de 2019. Foi um ótimo trabalho."

Nesta quarta-feira está programada a apresentação dos novos carros da Renault e da Red Bull. Na quinta-feira, será a vez da McLaren e da Mercedes.

A Fórmula 1 começa a pré-temporada, em Barcelona, entre os dias 19 e 21. A segunda série de testes será também na pista espanhola no período de 26 a 28 de fevereiro. A temporada começa em Melbourne, na Austrália, em 15 de março.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Ferrari

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.