Com facilidade, Raikkonen vence GP da Austrália

O finlandês Kimi Raikkonen (Ferrari) obteve uma vitória fácil no Grande Prêmio da Austrália, na frente de Fernando Alonso (McLaren) e do britânico Lewis Hamilton (Mclaren), que formaram o pódio mais jovem da história da Fórmula 1. A estréia de Raikkonen na escuderia italiana não podia ser melhor. O piloto foi o primeiro a conseguir a pole position na temporada, a primeira vitória e a volta mais rápida da corrida. O finlandês cedeu a liderança em apenas seis das 58 voltas da prova, quatro a Hamilton e duas a Alonso, coincidindo com suas paradas nos boxes. Desde o começo, Raikkonen acumulou uma vantagem mais que suficiente para não ter surpresas durante o GP. Um dos destaques da corrida foi o brasileiro Felipe Massa, companheiro do Finlandês na Ferrari, que largou em último, fez uma bela prova de recuperação e terminou em sexto lugar, na zona de pontuação. Fernando Alonso não largou bem, perdeu posições e teve de se recuperar nas paradas nos boxes do alemão Nick Heidfeld (BMW) e de Hamilton. O espanhol não chegou a pressionar Raikkonen na prova. Hamilton fez uma corrida admirável, sem erros, com a ousadia de ultrapassar o primeiro piloto de sua escuderia na largada. Mas o oposto de Hamilton foi o finlandês Heikki Kovalainen, promessa da Renault para a temporada, que não parou de cometer erros e terminou em décimo. "Para uma estréia, tenho poucas coisas a lembrar e muitas para esquecer", afirmou o piloto após a prova. A BMW Sauber mostrou nesta primeira corrida tudo de bom e de mau que tinha ficado evidente na pré-temporada. De bom, o ritmo mostrado pelo alemão Nick Heidfeld, que terminou em quarto, e de mau, mais uma quebra da caixa de câmbio do carro do polonês Robert Kubica, quando estava na quinta posição. O único consolo para Fernando Alonso e Lewis Hamilton é que, com seus segundo e terceiro lugares, os dois pilotos deram o primeiro lugar na classificação do mundial de construtores à McLaren. O mais jovem pódioOs três pilotos somam 75 anos, 2 meses e 30 dias, reduzindo em 8 meses a marca anterior de 75 anos, 10 meses e 29 dias que Raikkonen, o brasileiro Rubens Barrichello e Alonso tinham formado no Grande Prêmio da Malásia de 2003. Alonso continua sendo o mais jovem a subir a um pódio. Na Malásia, em 2003, o espanhol tinha 21 anos e 7 meses. Hamilton se tornou o 12.º piloto a subir ao pódio no dia de sua estréia na categoria, com 22 anos, 11 meses e dois dias.Resultado final do GP da Austrália:1.º - Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari) - 58 voltas em 1h25m28s770 2.º - Fernando Alonso (ESP/McLaren-Mercedes) - a 7s242 3.º - Lewis Hamilton (ESP/McLaren-Mercedes) - a 18s595 4.º - Nick Heidfeld (ALE/BMW Sauber) - a 38s763 5.º - Giancarlo Fisichella (ITA/Renault) - a 1m06s469 6.º - Felipe Massa (BRA/Ferrari) - a 1m06s805 7.º - Nico Rosberg (ALE/Williams-Toyota) - a 1 volta 8.º - Ralf Schumacher (ALE/Toyota) - a 1 volta 9.º - Jarno Trulli (ITA/Toyota) - a 1 volta 10.º - Heikki Kovalainen (FIN/Renault) - a 1 volta 11.º - Rubens Barrichello (BRA/Honda) - a 1 volta 12.º - Takuma Sato (JAP/Super Aguri-Honda) - a 1 volta 13.º - Mark Webber (AUS/RBR-Renault) - a 1 volta 14.º - Vitantonio Liuzzi (ITA/STR-Ferrari) - a 1 volta 15.º - Jenson Button (ING/Honda) - a 1 volta 16.º - Anthony Davidson (ING/Super Aguri-Honda) - a 2 voltas 17.º - Adrian Sutil (ALE/Spyker-Ferrari) - a 2 voltasNão classificados:Alexander Wurz (AUT/Williams-Toyota) - a 10 voltas (acidente) David Coulthard (ESC/RBR-Renault) - a 10 voltas (acidente) Robert Kubica (POL/BMW Sauber) - a 22 voltas (câmbio) Scott Speed (EUA/STR-Ferrari) - a 30 voltas (pane hidráulica) Christijan Albers (HOL/Spyker-Ferrari) - a 48 voltas (acidente)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.