Gerard Julien/AFP
Gerard Julien/AFP

Com Hamilton na frente, Mercedes faz dobradinha no 1º treino livre na França

Piloto britânico fica menos de 100 milésimos à frente de Bottas, com Leclerc em terceiro

Redação, Estadão Conteúdo

21 de junho de 2019 | 08h54

Como tem acontecido em toda a temporada de 2019, a Mercedes dominou nesta sexta-feira a primeira sessão de treinos livres para o GP da França, a oitava etapa do campeonato. No circuito de Paul Ricard, com tempo bom e pista seca, o inglês Lewis Hamilton, líder do Mundial de Pilotos, ficou na liderança com o tempo de 1min32s738, um pouco à frente do seu companheiro, o finlandês Valtteri Bottas, que cravou 1min32s807.

Na tentativa de ficar na cola da Mercedes, a Ferrari não teve êxito neste primeiro treino livre, o que a preocupa para a corrida deste domingo. O monegasco Charles Leclerc foi quem chegou mais perto ao terminar a atividade na terceira colocação com pouco menos de quatro décimos de segundo atrás de Hamilton - fez o tempo de 1min33s111. O alemão Sebastian Vettel foi ainda pior ao ficar em quinto lugar com 1min33s790.

Entre os dois carros da Ferrari ficou o holandês Max Verstappen, que ficou satisfeito com o desempenho da nova versão do motor Honda em sua Red Bull - o piloto obteve o tempo de 1min33s618. O francês Pierre Gasly, como de costume, foi o sexto colocado com 1min34s091 com o outro monoposto da equipe austríaca e fechou o pelotão dianteiro da Fórmula 1.


O britânico Lando Norris, da McLaren, ficou com a sétima colocação e foi seguido pelo espanhol Carlos Sainz Jr. (também da McLaren), pelo australiano Daniel Riccardo (Renault) e pelo tailandês Alexander Albon (Toro Rosso), que completaram o Top 10 da primeira atividade em Paul Ricard.


O treino da manhã não teve acidentes, mas rendeu uma série de escapadas. Por conta do desgaste mais rápido que o normal dos pneus, as rodadas aconteceram até com os favoritos, como foi o caso de Verstappen. A sorte é que as áreas de escape de Paul Ricard são grandes, o que fez com que ninguém batesse.


O único piloto que teve problemas foi o francês Romains Grosjean. Com problemas mecânicos em sua Haas, participou apenas dos primeiros 45 minutos dos 90 previstos da atividade.


O segundo treino livre começará às 10 horas (de Brasília) desta sexta-feira. No sábado, a terceira sessão será às 7 horas e o treino oficial de classificação, para definir o grid de largada, terá início às 10 horas. A corrida no domingo está marcado para 10h10.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.