Charly Triballeau/AFP
Charly Triballeau/AFP

Com híbrido, Audi domina e vence novamente as 24 Horas de Le Mans

Trio formado por Marcel Fassler, Andre Lotterer e Benoit Treluyer ganha a 80ª edição da prova

AE, Agência Estado

17 de junho de 2012 | 11h37

A Audi fez história neste domingo ao vencer a mais tradicional prova de resistência do automobilismo mundial. Com o trio formado pelo suíço Marcel Fassler, o alemão Andre Lotterer e o francês Benoit Treluyer, a equipe venceu a 80ª edição das 24 Horas de Le Mans ao completar 378 voltas na disputa. O trio era o atual campeão da corrida.

A vitória foi a primeira na tradicional prova de um carro com tecnologia híbrida de propulsão, com sistema de recuperação de energia combinado a um motor a diesel. Além disso, foi o 11º triunfo da Audi nas 24 Horas de Le Mans. A marca alemã, que venceu seis das últimas sete provas, só tem menos triunfos do que a Porsche, que soma 16 primeiros lugares.

A Toyota era considerada a principal concorrente da Audi na prova e chegou a assumir a liderança na quinta das 24 horas. Porém, seus dois carros tiveram que abandonar, sendo que um deles sofreu um grave acidente. Assim, a montadora alemã dominou completamente a disputa. O carro número 2 da Audi, conduzido por Rinaldo Capello, Tom Kristensen e Allan Mnish, terminou em segundo lugar, com uma volta a menos.

O terceiro lugar foi conquistado pelo carro número 4 da Audi, que foi pilotado por Marco Bonanomi, Oliver Jarvis e Mike Rockenfeller e ficou a três voltas dos vencedores das 24 Horas de Le Mans. Cinquenta e seis carros largaram, mas apenas 33 conseguiram concluir a corrida.

As 24 Horas de Le Mans contaram com uma participação brasileira. Competindo com uma Ferrari, com o francês Frédéric Makowiecki e o alemão Dominik Farnbacher, o brasileiro Jaime Mello Jr. terminou em 18º lugar na classificação geral, com 333 voltas completadas. O resultado garantiu a segunda colocação na classe GTE Pro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.