Edgar Su/Reuters
Edgar Su/Reuters

Com Kvyat em 1º e Ricciardo em 3º, Red Bull supera Mercedes

Hamilton fica em 4º lugar no segundo treino livre em Cingapura

Estadão Conteúdo

18 de setembro de 2015 | 12h59

A Red Bull surpreendeu no segundo treino livre do GP de Cingapura de Fórmula 1, realizado já no período da noite no horário local, nesta sexta-feira, ao colocar os seus dois pilotos em duas das três primeiras posições. E a liderança ficou com o russo Daniil Kvyat, que cravou o tempo de 1min46s142, enquanto o seu companheiro de equipe, o australiano Daniel Ricciardo assegurou o terceiro lugar ao cronometrar 1min46s256 na sua melhor volta.

Entre os dois pilotos da equipe baseada em Milton Keynes ficou o finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari, que liderou boa parte da segunda sessão livre, mas terminou em segundo lugar ao marcar 1min46s181.

Já Lewis Hamilton, que havia sido superado por Nico Rosberg no primeiro treino do dia no circuito de rua de Marina Bay, desta vez ficou à frente do seu companheiro de Mercedes ao garantir o quarto lugar com o tempo de 1min46s479. O inglês superou por muito pouco o alemão Sebastian Vettel, quinto colocado com a Ferrari ao cravar 1min46s487.

Rosberg, líder da primeira sessão livre, foi apenas o sétimo colocado da segunda com 1min46s781, sendo pior até que o mexicano Sergio Pérez, da Force India, com 1min46s659. Atrás destes dois pilotos, o grupo dos dez primeiros colocados foi fechado, nesta ordem, pelo espanhol Fernando Alonso (McLaren), pelo alemão Nico Hülkenberg (ALE/Force India) e pelo holandês Max Verstappen (Toro Rosso).

BRASILEIROS

Felipe Massa não teve um dia feliz em Cingapura nesta abertura dos treinos na pista asiática. Depois de ser apenas o 17º na primeira sessão, fechou a segunda em 11º com o tempo de 1min47s684 com a sua Williams. E desta vez ele ficou logo à frente do seu compatriota Felipe Nasr, que cravou 1min47s755 pela Sauber, com a qual foi 13º horas mais cedo.

O finlandês Valtteri Bottas, sexto colocado do primeiro treino livre, desta vez ficou em 17º pela Williams. Ele foi superado, inclusive, pelo inglês Jenson Button, 14º com a McLaren.

O norte-americano Alexander Rossi, que estreia na Marussia a partir do GP de Cingapura, deu apenas nove voltas na pista no segundo treino livre devido a um acidente que sofreu na primeira sessão, quando bateu forte com o carro, destruindo as rodas do lado direito. Mesmo assim, ele ficou em 19º, à frente do seu companheiro de equipe, o inglês Will Stevens, que deu apenas três giros na pista nesta sessão.

Após a realização dos primeiros treinos livres em Cingapura, a sessão classificatória para o grid de largada acontecerá a partir das 10 horas (de Brasília) deste sábado, enquanto a corrida começa às 9 horas de domingo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.