Site oficial da Renault
Site oficial da Renault

Com meta de ficar no Top 5 da F-1, Renault apresenta novo carro para 2017

Cerimônia de apresentação contou com a presença dos pilotos titulares Nico Hülkenberg e Jolyon Palmer

Estadao Conteudo

21 Fevereiro 2017 | 13h46

Com a otimista meta de terminar o Mundial de Construtores deste ano entre as cinco primeiras equipes, depois de ter sido apenas a nona colocada entre 11 times do grid em 2016, a Renault apresentou oficialmente nesta terça-feira, em Londres, o seu novo carro para esta temporada da Fórmula 1.

O modelo R.S. 17 foi revelado em uma cerimônia que contou com a presença dos pilotos titulares Nico Hülkenberg e Jolyon Palmer, sendo que o experiente piloto alemão de 29 anos de idade acaba de ser contratado depois de passar três temporadas seguidas correndo pela Force India.

Predominantemente amarelo na parte frontal e quase todo preto do cockpit para trás, o monoposto apresenta um design bem diferente do seu antecessor como fruto do novo regulamento técnico da categoria. Este também é o segundo carro produzido pela Renault desde o seu retorno à F-1, em 2016, mas trata-se do primeiro modelo construído após se tornar totalmente independente como equipe de fábrica depois de anteriormente ter adquirido a Lotus e sofrido com os problemas estruturais e financeiros enfrentados pelo ex-time do grid.

Com o limitado carro do ano passado, a Renault somou apenas oito pontos ao total e amargou um desempenho sofrível com a dupla de pilotos formada então por Palmer e o dinamarquês Kevin Magnussen, que foi para a equipe Haas após o término da última temporada. A equipe só conseguiu ser melhor do que Sauber e Manor, que contabilizaram respectivamente somente dois e um ponto.

"O ano de 2017 será um grande ano, um ano crucial. Pelo primeiro ano o carro é desenvolvido por nós e esperamos ficar em quinto lugar. Temos a equipe, os pilotos, os parceiros e a organização", ressaltou Jerome Stoll, presidente da Renault Sport Racing, exibindo otimismo durante a apresentação do monoposto.

Na apresentação desta terça-feira, a Renault também destacou, em um telão, as mudanças que a Fórmula 1 terá por causa de seu novo regulamento técnico. Com elas, entre outras coisas, o time lembrou que os carros ganharão pneus 25% mais largos e com 30% a mais de força aerodinâmica, assim como 20% a mais de aceleração total e a previsão de 5% de ganho em performance no tempo de volta. Com essas mudanças, a Fórmula 1 deverá ter carros mais rápidos, porém mais difíceis de guiar.

Também no evento desta terça, a Renault oficializou o tetracampeão mundial Alain Prost, principal rival de Ayrton Senna em sua trajetória na Fórmula 1, como novo conselheiro especial da equipe para a elite do automobilismo.

Mais conteúdo sobre:
F-1 Fórmula 1 Renault

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.