Com 'pés no chão', Alonso evita prever desempenho da McLaren na China

Se já evitava fazer previsões sobre o GP da China antes de entrar na pista, Fernando Alonso desistiu de vez de criar expectativas sobre o rendimento da McLaren no Circuito de Xangai nesta sexta-feira. O piloto espanhol foi apenas o 17º colocado no primeiro treino livre e o 12º na segunda sessão.

Estadão Conteúdo

10 de abril de 2015 | 15h53

"Temos que manter nossos pés no chão. Vimos que nas duas primeiras corridas do ano que as outras equipes tendem a ter um bom crescimento no treino classificatório, então vamos ver o que vai acontecer amanhã [sábado]", desconversou Alonso.

O bicampeão chegou à Xangai em pontos no campeonato. Ele ficou de fora da primeira corrida do ano, na Austrália, porque ainda se recuperava do acidente sofrido na pré-temporada. E, na Malásia, não completou a prova.

"Obviamente começamos a temporada em um ponto de partida mais baixo do que os demais. Então tem sido fácil obter algumas melhorias", declarou, ao não se empolgar com a ligeira evolução ao longo desta sexta.

Apesar disso, Alonso acredita que a McLaren brigará no pelotão intermediário na corrida de domingo. "Todas os novos componentes que trouxemos para cá estão funcionando bem, o que deve nos colocar no pelotão do meio", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1GP da ChinaAlonso

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.