Neil Hall/EFE
Neil Hall/EFE

Com pintura preta e detalhes dourados, Haas revela novo carro para a F-1

Pilotos titulares, Romain Grosjean e Kevin Magnussen apresentam modelo da temporada 2019

Redação, Estadão Conteúdo

07 de fevereiro de 2019 | 10h34

A Haas abandonou o vermelho e o branco e adotou o preto em seu carro para a temporada 2019 da Fórmula 1. O modelo, apresentado nesta quinta-feira, em Londres, conta ainda com detalhes em dourado, lembrando as lendárias Lotus da categoria. O brasileiro Pietro Fittipaldi, piloto de testes do time norte-americano, participou do evento de lançamento, no Royal Automobile Club.

O evento marcou o primeiro lançamento do grid da F-1 para a nova temporada, que começará no GP da Austrália, no dia 17 de março, em Melbourne. O renovado modelo da Haas foi apresentado pelos pilotos titulares do time, o dinamarquês Kevin Magnussen e o francês Romain Grosjean.

O carro é predominantemente preto, com detalhes em dourado e também em branco. A mudança de cores se deve ao novo patrocinador do time, a bebida energética Rich Energy, que usa esta aparência em seus produtos. Em suas primeiras três temporadas, o time americano era dominado por vermelho, branco e cinza. O preto e o dourado não eram usados na F-1 desde o modelo 2015 da Lotus, que não está mais no grid - se tornou a Renault.

"É importante que continuemos a evoluir como time e nesta temporada isso não será diferente. Nossa parceria com a Rich Energy é mais um exemplo positivo de como estamos progredindo como organização", declarou o chefe de equipe, Günther Steiner.

O modelo VF-19 da Haas já apresenta as novidades do novo regulamento, como os ajustes na asa traseira. Mas pode passar por novas mudanças ao longo das duas baterias de testes da pré-temporada, em Barcelona, entre o fim deste mês e o início de março.

"Na pista, nossa busca por maior performance começou cedo, com o VF-19. Nosso próximo degrau é chegar a Espanha e utilizar o nosso tempo de forma sábia para nos prepararmos para a Austrália", declarou Steiner.

Estreante na Fórmula 1 em 2016, a equipe Haas terminou os dois primeiros campeonatos que disputou na oitava colocação no Mundial de Construtores. No ano passado, o time elevou o seu nível e terminou na quinta posição geral.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.