Jens Buettner/EFE
Jens Buettner/EFE

Com problemas, Barrichello se diz feliz com quatro lugar

Brasileiro afirma que freios não aqueceram como deveriam no início da corrida deste domingo na China

Redação,

19 de abril de 2009 | 12h42

SÃO PAULO - Apesar de não ter conseguido lutar pela vitória como era esperado no GP da China, o brasileiro Rubens Barrichello, da Brawn GP, se disse contente com o resultado após a prova. Ele chegou em quarto lugar e segue na vice-liderança na classificação do Mundial de Fórmula 1, com 15 pontos, atrás apenas do companheiro de equipe, Jenson Button (ING), que tem 21.

Veja também:

linkVettel vence o GP da China, em dia de dobradinha da RBR

tabela F-1: classificação do Mundial

especialConfira o calendário da temporada

especialESPECIAL: jogue o Desafio dos Pilotos

"Foi uma corrida que no fim das contas eu tenho que estar muito mais feliz do que chateado. Até meu primeiro pit stop eu tive um disco de freio que não aqueceu, e o carro sempre apontava para direita quando eu freava. Eu por exemplo aquaplanei quando o Jenson passou, aquaplanei na hora que outros passaram, nas 20 voltas iniciais isso aconteceu", explicou.

De acordo com Rubinho, a situação só melhorou após a primeira parada nos boxes. "No pit stop os freios voltaram a funcionar, e aí eu pude fazer a minha corrida, mas já era tarde demais para recuperar qualquer coisa", lamentou.

Barrichello também comentou a boa fase do companheiro de equipe, que foi para o pódio em todas as três provas disputadas nesta temporada. "Agora é um momento bom para ele, e eu tenho que simplesmente continuar trabalhando", assinalou.

RED BULL

Para o brasileiro, a dobradinha da Red Bull na China poderia não ter acontecido em pista seca. "A Red Bull estava bem aqui, mas acredito que no seco teria sido mais difícil a vitória deles. Certamente eles tinham um carro completo, espero que não seja sempre assim, aqui eles pareciam ter vantagem, principalmente na parte mecânica", declarou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.