Will Oliver/AFP
Will Oliver/AFP

Com Racing Point, Lance Stroll surpreende e é o mais rápido do dia em Silverstone

Piloto canadense supera Mercedes e Red Bull e dá alegria à equipe após a baixa de Sérgio Pérez

Redação, Estadão Conteúdo

31 de julho de 2020 | 13h18

Abaixo de Mercedes e Red Bull e por enquanto bem melhor que a Ferrari, a Racing Point tem se destacado neste início de temporada na Fórmula 1. Nesta sexta-feira, mais uma demonstração de força da equipe foi dada no segundo treino livre para o GP da Inglaterra, a quarta etapa do Mundial de 2020, no circuito de Silverstone. O canadense Lance Stroll foi o melhor da atividade e, com 1min27s274, conseguiu o melhor do dia, superando rivais como o inglês Lewis Hamilton, o finlandês Valtteri Bottas e o holandês Max Verstappen.

Com seu tempo obtido com pneus macios em uma tarde de sol e calor no verão inglês, Stroll confirmou que o modelo RP20 da Racing Point pode surpreender neste final de semana. Justamente quando o outro piloto da equipe, o mexicano Sergio Pérez, foi impedido de correr por ter dado positivo em um teste de covid-19. O experiente alemão Nico Hulkenberg está em seu lugar - ficou em sétimo neste segundo treino livre.

Outra surpresa foi o desempenho discreto da Mercedes, a melhor equipe da Fórmula 1 nos últimos anos. Bottas foi o terceiro colocado na atividade com o tempo de 1min27s431, enquanto que Hamilton, líder do Mundial e em busca do heptacampeonato, ficou apenas com a quinta melhor marca (1min27s581).

O segundo mais veloz na segunda atividade desta sexta-feira em Silverstone foi Alexander Albon, da Red Bull. O piloto tailandês ficou a apenas 0s090 do líder (1min27s364), mas na metade do treino acabou escapando na curva Stowe, bateu contra a barreira de pneus e causou a interrupção do treino por cerca de 10 minutos.

O monegasco Charles Leclerc, com a Ferrari, conseguiu o feito de se colocar entre as Mercedes de Bottas e de Hamilton e ficou com a quarta colocação (1min27s570). Já o outro carro da escuderia italiana, pilotado pelo alemão Sebastian Vettel, voltou a apresentar problemas. Não marcou tempo na primeira sessão e na segunda não passou do 18.º e antepenúltimo lugar.

O espanhol Carlos Sainz, da McLaren, foi o sexto colocado, à frente de Hulkenberg, que superou o francês Pierre Gasly, da AlphaTauri. O australiano Daniel Ricciardo, da Renault, foi o nono, e o finlandês Kimi Raikkonen, da Alfa Romeo, completou o Top 10.

Os pilotos voltarão a acelerar em Silverstone neste sábado com o terceiro treino livre às 7 horas (de Brasília). A sessão de classificação começará às 10 horas. A largada para o GP da Inglaterra será às 10h10 do domingo.

Tudo o que sabemos sobre:
automobilismoFórmula 1Lance Stroll

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.