Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Com sol, Interlagos conserta cobertura que caiu com temporal

Organização do autódromo teve que trabalhar durante a madrugada

CIRO CAMPOS E FELIPE ROSA MENDES, O Estado de S. Paulo

14 de novembro de 2015 | 09h37

A direção do Autódromo de Interlagos, que recebe o GP do Brasil de Fórmula 1 neste fim de semana, trabalhou durante a madrugada deste sábado para consertar trechos da cobertura de duas arquibancadas que caíram na noite de sexta-feira por causa do temporal que atingiu a zona sul de São Paulo.

A arquibancada mais prejudicada pela forte chuva fica em frente ao "S do Senna", logo ao fim da reta dos boxes. Parte da cobertura não resistiu aos ventos e cedeu por volta das 20 horas, quando não havia mais público no autódromo. Não houve feridos.

O conserto aconteceu durante a madrugada com o auxílio de guindastes, após a chuva. Pela manhã, com sol, este trecho da arquibancada receberá normalmente os torcedores que vão assistir ao terceiro treino livre, a partir das 11 horas. À tarde, às 14 horas, os pilotos voltam para a pista para definir o grid de largada.

Outro trecho danificado pelo temporal foi a tenda da Rede Globo, no fim da reta oposta. O estrago foi menor, mas os ajustes ainda não foram finalizados porque esta arquibancada tem acesso mais difícil. O conserto só deve ser concluído por volta das 11 horas deste sábado.

A chuva de sexta teve início por volta do meio-dia, mas não chegou a afetar as equipes. Os carros foram para a pista à tarde, para o segundo treino livre, com o traçado seco. No fim da tarde, as nuvens reapareceram e um temporal se formou na região de Interlagos, zona sul de São Paulo.

O mau tempo também derrubou a energia elétrica, em alguns setores do autódromo, placas e grades de proteção. E obrigou os funcionários das equipes a correrem para guardar mesas e pertences. Na região dos boxes e do paddock não houve estragos e nem queda de energia.

Para este sábado, a previsão é de chuva para o período da tarde, quando será definido o grid de largada. As temperaturas elevadas de sexta devem se repetir, com máxima de 33 graus. No domingo, as chances de mau tempo são ainda maiores, principalmente à tarde, durante a corrida, que terá início às 14 horas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.