Jens Buettner/EFE
Jens Buettner/EFE

Com tanque cheio, Barrichello minimiza 16.º em treino

Brasileiro espera que tempo signifique que os rivais andaram com menos combustível na sessão livre

AE, Agência Estado

11 de setembro de 2009 | 13h03

MONZA - O desempenho de Rubens Barrichello no primeiro dia de treinos para o GP da Itália de Fórmula 1 não preocupa o piloto brasileiro. Ele terminou a sexta-feira na 16.ª colocação, mas revelou que andou com o tanque da Brawn GP cheio, ao contrário da maioria dos rivais.

Veja também:

linkForce India volta a surpreender e Sutil lidera treino

linkHamilton lidera primeiro treino livre

F-1 2009 - tabela Classificação | especialCalendário

especial ESPECIAL: jogue o Desafio dos Pilotos

blog BLOG DO LIVIO - Leia mais sobre a F-1

"Começamos bem o segundo treino e mantivemos nossos tempos, enquanto os demais melhoraram muito. Eu espero que isso signifique que eles começaram a correr com menos combustível. Nós não fizemos isso", disse Barrichello.

"Passamos o dia checando o funcionamento do carro com tanque cheio, e tudo pareceu bem. Em Monza é difícil gostar do carro com tanque cheio. Mas estou feliz com o desempenho que tivemos", afirmou o vice-líder do campeonato.

O líder do Mundial, Jenson Button, ficou na penúltima posição. Mas, por coerência com o que disse sobre seu carro, Barrichello não se animou. "Os tempos de sexta-feira não significam nada. Não importa que está em primeiro ou em último."

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1Rubens BarrichelloBrawn GP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.