Confronto de gerações nas Mil Milhas

Além do confronto de carros das mais distintas tecnologias e potências, a 33ª edição das Mil Milhas reúne entre as 59 equipes inscritas várias gerações de pilotos. O austríaco Dieter Quester, próximo de completar 66 anos, correu nas Fórmulas 1 e 2 com Emerson e Wilson Fittipaldi. Vai largar, nesta segunda-feira em Interlagos, à meia-noite, com um BMW M3 E46. Já Leonardo Otero é um adolescente, de 16 anos, e irá acelerar o protótipo Audee Spyder, junto do irmão, Ernesto, de 17."Se eu não acreditar que posso frear mais tarde no fim da reta e ultrapassar um jovem, então seria a hora de me retirar das pistas", diz Dieter Quester, do alto de seus quase 50 anos de carreira, em que disputou mais de 700 corridas, sendo que em cerca de 250 chegou ao pódio - foi campeão europeu de Turismo. As provas longas como a das Mil Milhas, prevista para encerrar próximo do meio-dia de terça-feira, permitem a pilotos de mais idade competirem quase nas mesmas condições de colegas 50 anos mais jovens, como será o caso da edição deste ano. Sérgio Magalhães, brasileiro de 62 anos, contemporâneo também dos irmãos Fittipaldi, é outro que ameaça os jovens com a possibilidade de vencer. Em 2003 classificou-se em segundo e, ano passado, foi o terceiro. Correrá com um Porsche GT3 RS. "Não me sinto um veterano. Tenho certeza de que darei trabalho aos mais jovens", avisou.Para quem está estreando nas Mil Milhas, apesar da juventude, como Leonardo Otero, o importante nem é a velocidade, ao menos como discurso: "Tudo o que desejo é concluir a corrida".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.