Steve Crisp/Reuters
Steve Crisp/Reuters

Corrida de Abu Dabi tem novos desafios para pilotos

Prova é a única que começa durante o dia e continua à noite; túnel surge como novo desafio

Matt Smith, Reuters

30 de outubro de 2009 | 19h11

ABU DABI - Os pilotos de Fórmula 1 elogiaram nesta sexta-feira o reluzente circuito de Yas Marina, em Abu Dabi, mas também anteciparam que essa corrida, a primeira que começa durante o dia e continua à noite, apresentará novos desafios.

 

Veja também:

linkHeikki Kovalainen fecha sexta-feira à frente em Abu Dabi

linkRubinho elogia Williams, mas ainda não confirma acerto

especialESPECIAL - Jogue o Desafio dos Pilotos

blog BLOG DO LIVIO - Leia mais sobre a F-1

"Eles fizeram um trabalho incrível aqui. É um circuito realmente ótimo para pilotar o carro, há uma porção de trechos técnicos onde a estabilidade ao brecar é importante", disse o campeão mundial de 2008 pela McLaren, o inglês Lewis Hamilton.

"É uma grande pista e eu gosto muito de dirigir aqui. A única parte de que não gosto é o túnel (...) mas é um desafio", acrescentou, referindo-se ao trecho de saída dos boxes, que conduz à pista através de um túnel.

O campeão mundial Jenson Button, da Brawn GP, compatriota de Hamilton, acrescentou: "É muito fácil cometer um erro por aqui porque há uma porção de mudanças de inclinação."

"É muito desafiador. As bordas são muito pequenas, então você pode ser muito agressivo nas bordas", acrescentou o piloto da Brawn GP, depois de completar a segunda de duas sessões de treinos.

"Só não sei o quanto a ultrapassagem será boa. Teremos de esperar para ver isso, mas dirigir é agradável."

A corrida de encerramento da temporada no circuito de Yas Marina dá ao Oriente Médio o segundo grande prêmio, depois que Barein se uniu ao calendário da Fórmula 1 em 2004.

O finlandês Kimi Raikkonen, da Ferrari, acha que a ultrapassagem pode se tornar difícil na corrida de Abu Dabi, que tem 55 voltas. "Há poucas curvas onde você pode fazer a diferença, perto do começo da volta", disse o campeão de 2007.

"Há muitos pontos de freadas pesadas e trechos de baixa velocidade, onde a estabilidade na entrada e a aceleração na saída são os fatores importantes."

Os pilotos enfrentarão o duplo desafio de se adaptar com a mudança da luz natural para a artificial, já que a corrida começa no cair da tarde e continua à noite. Eles também terão de se ajustar à queda na temperatura da pista.

Tudo o que sabemos sobre:
fórmula 1

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.