Coulthard reclama que rivais não admitem erros

O piloto da equipe Red Bull de Fórmula1 David Coulthard expressou nesta segunda-feira frustração comos rivais que se recusam a admitir seus erros. O escocês de 37 anos ainda não marcou pontos nestatemporada --bateu em duas das três corridas, uma vez em FelipeMassa, da Ferrari, e outra no inglês Jenson Button. Coulthard disse em sua coluna na página ITV(www.itv-f1.com) que ficou decepcionado depois que a Honda, deButton, o culpou a jornalistas antes de pedir desculpas deforma privada. "Após o incidente com Felipe Massa na Austrália também. Euestou um pouco cansado de ficar discutindo essas batidas,porque eu acho que os outros pilotos têm responsabilidade sobreseus atos também", disse Coulthard. "Se eles ficam felizes, eu vou dizer que tudo é culpaminha", acrescentou. "Ou me ultrapassa direito ou não enfie o nariz aí", disseCoulthard, que volta a correr no Grande Prêmio da Espanha, nopróximo domingo. Massa colidiu com Coulthard em Melbourne enquanto tentavaultrapassar o escocês em uma curva. Mais tarde, o brasileirodisse que não se desculparia porque não havia feito nada deerrado. "O que mais me decepciona é que quando eu erro, eu admito,mas quando outras pessoas causam um acidente comigo, parece queeles não fazem isso." (Reportagem de Alan Baldwin)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.