Cristiano da Matta fica longe da F1

Cristiano da Matta, brasileiro líder da temporada da Cart, viu ficar mais distante a possibilidade de trocar a equipe Newman-Haas pela Toyota, na Fórmula 1. Carl Haas, segundo se comentou nesta sexta-feira durante os treinos para o GP da Hungria de F1, pediu um valor extremamente elevado para liberá-lo. Assim, a Toyota volta a procurar um piloto. Outro brasileiro, porém, pode ser o escolhido pela Toyota: Antonio Pizzonia, hoje na Fórmula 3000. Frank Williams está interferindo pessoalmente no negócio para que dê certo. A vaga pode ficar ainda com o alemão Heinz-Harald Frentzen ou o francês Olivier Panis. Craig Pollock, que negocia a compra da Arows, convidou Eddie Irvine, da Jaguar, e Olivier Panis, da BAR, para serem seus pilotos em 2003. Notícia ruim também para Felipe Massa, apesar do bom ano de estréia: Peter Sauber continua conversando com outros pilotos e pode não renovar seu contrato. Frentzen é o seu preferido, mas ele interessa à Toyota e à Jordan também. A Jordan deve anunciar em breve, talvez ainda na Hungria, que se associará à Ford. Atualmente, a escuderia corre com Honda.

Agencia Estado,

16 Agosto 2002 | 15h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.