Da Matta pode correr pela Toyota

O companheiro de Mika Salo na equipe Toyota em 2003 pode mesmo ser um piloto brasileiro, mas não Rubens Barrichello, como chegou a ser noticiado por parte da imprensa. Cristiano da Matta, da equipe Newman-Hass da Fórmula Indy, usuária do motor japonês, fará testes com o carro de Fórmula 1 da Toyota ainda este mês, em Paul Ricard, na França. Ele é candidato à vaga. Mas não é tudo. Outro brasileiro pode também substituir o escocês Alan McNish, que deixará a escuderia japonesa: Helio Castro Neves. Hoje ele compete pela Penske na IRL, time que usará motor Toyota na próxima temporada. Castro Neves deve testar o modelo de Fórmula 1 da equipe no fim do ano. Quanto a Rubens Barrichello, seu futuro, ao menos em 2003, está ligado à Ferrari. No GP da Grã-Bretanha do ano passado, uma fonte da Ferrari comentou que a escuderia havia errado ao anunciar, algumas provas antes, portanto antes da primeira metade do Mundial, a renovação do seu contrato para 2002. "Rubens se desconcentrou, perdeu o estímulo e nas três corridas seguintes, Canadá, Europa e França, seu desempenho foi bem inferior ao que vinha tendo", afirmou a fonte. Agora, tudo indica, os italianos não devem repetir a mesmo procedimento. Barrichello deverá ter seu compromisso estendido por mais um campeonato, mas a definição ocorrerá mais para a frente no calendário, a fim de que ele continue sendo hoje, depois de Michael Schumacher, o melhor piloto em atividade na Fórmula 1.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.