Danica Patrick entra para a história e vence na F-Indy

Americana surpreende e vence GP de Motegi com ultrapassagem no fim; Castroneves lidera campeonato

Milton Pazzi Jr. - estadao.com.br,

20 de abril de 2008 | 01h23

A norte-americana Danica Patrick (Andretti Green) se tornou na madrugada deste domingo a primeira mulher a vencer um grande evento do automobilismo em circuito fechado. Ela terminou em primeiro lugar no Grande Prêmio de Motegi da Fórmula Indy, no Japão, numa vitória espetacular, obtida a duas voltas do final da corrida, graças à estratégia de sua equipe. "O carro estava rápido, foi muito difícil, tive de economizar combustível... Obrigado a todos", disse a musa, emocionada, na chegada ao pódio. Veja também: Danica Patrick no Japão e no ensaio sensual Classificação Conheça os pilotos e as equipes da temporada 2008 Confira o calendário e o sistema de pontuação Will Power vence GP de Long Beach, despedida da Champ CarA primeira mulher a vencer uma competição internacional de primeiro nível foi a alemã Jutta Kleinschmidt, campeã do Rally Dakar de 2001 com um carro da Mitsubishi.  O triunfo de Danica é um alívio para os organizadores da categoria e para a própria, que era cercada de expectativas desde a sua chegada à categoria, em 2005. Em 50 corridas disputadas (com 3 pole positions e 82 voltas lideradas), ela vai para as próximas corridas como uma das favoritas. Só quem não gostou muito foi o brasileiro Helio Castroneves (Penske), que adotou a mesma estratégia, mas foi ultrapassado pela norte-americana e terminou a prova em segundo. Como consolo, pelo menos segue como líder do campeonato.Scott Dixon (Chip Ganassi) foi o terceiro colocado e o brasileiro Tony Kanaan (Andretti Green) chegou na quinta posição. Esta etapa foi dsputada na madrugada deste sábado para domingo por causa da chuva que caiu nos últimos dias, impedindo a realização da prova na véspera, conforme previsto. A ameaça continuou, com tempo nublado e vento forte. Mas nenhuma gota caiu na pista e a prova terminou normalmente, com as 200 voltas previstas, mas perto do limite de duas horas.EQUILÍBRIOA corrida foi bastante disputada pelos pilotos que andaram bem nos poucos treinos realizados. Tony Kanaan, Hélio Castroneves, Dan Wheldon e Ryan Briscoe (também Penske) travaram várias disputas pelas primeiras posições. Logo após a largada, o primeiro abandono: Marco Andretti rodou e bateu no muro, forçando a primeira bandeira amarela, mal completada a primeira volta.Castroneves aproveitou bem o fato de largar na pole position e manteve a ponta por 95 voltas. Foi no pit stop nesta volta que ele, prejudicado por um problema na troca do pneu dianteiro direito, acabou sendo ultrapassado por Dixon, mais rápido na troca de pneus e reabastecimento. O neozelandês conseguiu assim a primeira posição e aproveitou a vantagem e outras bandeiras amarelas para garantir a vitória, associado ao bom desempenho de seu carro. Por outro lado, Helinho teve dificuldades em controlar o consumo de seu carro - até andou devagar em relação aos outros pilotos - mas conseguiu aproveitar o fato de seus adversários precisarem parar e conseguiu assim a segunda posição. Danica Patrick passou a prova em posições intermediárias e conseguiu a vitória graças a esta mesma estratégia.PARADASO japonês Hideki Mutoh foi quem proporcionou o momento mais assustador da corrida: ao sair de uma parada nos boxes, alinhou com o safety car e, de repente, perdeu o controle do carro e fechou o veículo da organização da prova. Não bateu por pouco. A bandeira amarela desta volta foi breve, assim como as muitas outras da corrida, mas nenhuma por causa de acidente grave.Quem não terminou a prova foi o brasileiro Vítor Meira (Panther). Ele teve de parar na volta 92. Agora, a categoria volta a se unir - já que metade dos pilotos está em Long Beach (EUA) para a corrida de despedida da extinta Champ Car - sem tempo para respirar, já que no próximo domingo (27) acontece o GP do Kansas, nos Estados Unidos, às 18 horas (de Brasília). FÓRMULA INDY 2008 GP DE MOTEGI (JAP) - CLASSIFICAÇÃO FINAL 1.º - Danica Patrick (EUA/Andretti Green) - 200 voltas - 1h51min02s6739 - 264.34 km/h 2.º - Helio Castroneves (BRA/Penske), a 5s8594 3.º - Scott Dixon (EUA/Chip Ganassi), a 10s0559 4.º - Dan Wheldon (ING/Chip Ganassi), a 13s1116 5.º - Tony Kanaan (BRA/Andretti Green), a 16s0731 6.º - Ed Carpenter (EUA/Vision), a 16s8272 7.º - Ryan Hunter-Reay (EUA/Rahal-Letterman), s 17s5193 8.º - Darren Manning (EUA/A.J.Foyt), a 1 volta 9.º - Ryan Briscoe (EUA/Penske), a 1 volta 10.º - Townsend Bell (EUA/Dreyer & Reinbold), a 1 volta 11.º - Hideki Mutoh (JAP/Andretti Green), a 1 volta 12.º - Buddy Rice (EUA/Dreyer & Reinbold), a 2 voltas 13.º - Jay Howard (EUA/Roth Racing), a 8 voltas 14.º - Roger Yasukawa (JAP/Wellman), a 66 voltas Não completaram a prova: A.J. Foyt IV (EUA/Vision), acidente, a 97 voltas Vitor Meira (BRA/Panther), acidente, a 108 voltas Marty Roth (EUA/Roth Racing), acidente, a 156 voltas Marco Andretti (EUA/Andretti Green), acidente, a 199 voltas Líderes da prova: Scott Dixon, 102 voltas; Helio Castroneves, 93; Danica Patrick, 3, Dan Wheldon, 2.Atualizado às 19h02 para correção de informação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.