Daré vence a primeira corrida na IRL

O paulista Aírton Daré conseguiu neste domingo sua primeira vitória na Indy Racing League (IRL). O piloto de Bauru, que está na IRL desde 2000, quando foi o estreante do ano, venceu as 300 milhas de Kansas, 9ª etapa do campeonato, ao ultrapassar o americano Sam Hornish na 198ª das 200 voltas da corrida. Daré completou a prova em 1h42min10 e chegou apenas 0s174 à frente de Hornish. Foi também a primeira vitória de um piloto da A.J. Foyt Racing desde 99, quando o sueco Kenny Brack venceu as 500 milhas de Indianápolis. Além de Daré, os outros brasileiros também brilharam. Entre os cinco primeiros colocados, quatro foram do País. Hélio Castro Neves, da Penske, foi o terceiro, conquistando assim 35 pontos e mantendo liderança do campeonato com 315. Em seguida chegaram Felipe Giaffone, da Hollywood Mo Nunn, e Gil de Ferran, também da Penske. Giaffone e Gil, fizeram uma corrida de recuperação, já foram mal no treino de sábado e largaram entre os últimos (19º e 21º, respectivamente). Com a vitória, Daré confirmou seu bom fim de semana. No sábado, o piloto já havia feito um ótimo treino e garantido a sexta posição no grid, sua segunda melhor na IRL. ?Neste domingo meu carro estava quase perfeito?, comemorou o piloto, que acredita que a chave da vitória foi a estratégia tomada pelo dono da equipe, o ídolo americano A.J. Foyt. ?Ele (Foyt) é antiquado na forma de acertar os carros, mas sabe tudo de estratégia. Fiz uma parada rápida e não perdi tempo esquentando os pneus. Na última relargada, o Hornish bobeou e pulei na frente dele?, explicou. Único ?intruso? na festa brasileira, Sam Hornish é também o único não brasileiro nas primeiras posições do campeonato. O atual campeão da IRL está em terceiro, com 296 pontos. Na frente dele está Gil de Ferran, que chegou aos 307 pontos. Em quarto permanece Felipe Giaffone, com 269. Com os 50 pontos válidos pela primeira posição, Daré chegou aos 226, ultrapassando os americanos Jeff Ward e Al Unser Jr e assumindo a quinta posição. O outro brasileiro na IRL, Raul Boesel, chegou em 11º lugar. O resultado final do GP de Kansas surpreendeu pelo fato de que nenhum carro equipado com motores Infiniti, que dominaram os treinos durante todo o fim de samana, chegou entre os primeiros. O melhor colocado usando Infiniti foi o americano Billy Boat, em nono lugar. Um dos que usam Infiniti, o sul-africano Tomas Sheckter, aliás, foi o grande azarado da prova. O filho do campeão de Fórmula 1, Jody Sheckter, largou na pole e liderou mais da metade da corrida (101 voltas). Quando estava em primeiro faltando nove para o final da corrida, porém, o piloto da Cheever, que estréia este ano na IRL, se acidentou, abrindo caminho para a vitória de Daré. ?Os motores Infiniti estavam ótimos. Mesmo comigo no vácuo, o Sheckter conseguia abrir dois décimos por volta. Se ele e o Eddie Cheever não apresentassem problemas, seria difícil vencê-los?, contou o piloto. A próxima etapa da IRL será em Nashville, dia 20.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.