Antonio Calanni/AP
Antonio Calanni/AP

De forma sensacional, espanhol Marc Márquez conquista a pole position em Mugello

Piloto da Honda faz 1min45s519 em sua melhor volta e larga em primeiro pela 56ª vez na carreira

Redação, Estadão Conteúdo

01 de junho de 2019 | 11h10

O espanhol Marc Márquez, da Honda, obteve a pole position para a etapa da Itália da MotoGP, neste sábado, no circuito de Mugello, ao completar a melhor volta com o tempo de 1min45s519, com média de 178,9 km/h. Será a 56ª vez que o cinco vezes campeão mundial vai largar no primeiro lugar na principal categoria do motociclismo. Esta marca supera o italiano Valentino Rossi, dono de 55 poles, e fica a apenas duas do recorde do australiano Michael Doohan. A corrida tem largada prevista para este domingo às 9 horas.

Márquez conseguiu o melhor tempo no último momento do treino, superando o italiano Fabio Quartararo (Yamaha), apontado como a grande revelação da temporada, com 1min45s733. Outros dois italianos vieram na sequência: Danilo Petrucci, da Ducati, com 1min45s881, e Franco Morbidelli (Yamaha), com 1min45s959.

O australiano Jack Miller, com Ducati, ficou em quinto lugar, ao marcar o tempo de 1min46s029, seguido pelo britânico Cal Crutchlow (Honda), com 1min46s079. A terceira fila ficou com o espanhol Maverick Viñales (Yamaha), com 1min46s181, no sétimo lugar. O italiano Francesco Bagnaia (Ducati) ficou em oitavo lugar (1min46s260, à frente do compatriota Andrea Dovizioso (Ducati), vice-líder do campeonato, que fez a sua melhor volta em 1min46s293. O décimo lugar foi do japonês Takaaki Nakagami (Honda), com 1min46s387.

O espanhol Alex Rins, terceiro colocado no Mundial, foi apenas o 13º mais rápido com sua Suzuki, ao marcar 1min46s539. O espanhol Jorge Lorenzo, companheiro de Márquez na Honda, voltou a fazer um mau treino e ficou apenas na 17ª colocação (1min47s135), seguido pelo decepcionante Rossi (Yamaha), que marcou 1min47s184.

Márquez, que somou a quarta pole em seis tomadas de tempo oficiais no ano, lidera a classificação do campeonato com 95 pontos, contra 87 de Dovizioso. Rins tem 75, enquanto Rossi soma 72. A prova em Mugello é a sexta da temporada, que conta com 19 corridas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.