De la Rosa diz que Hispania logo será competitiva

Em sua terceira temporada na Fórmula 1, a Hispania segue sendo a pior equipe e nunca somou um ponto na categoria. O experiente piloto Pedro de La Rosa admite que a situação o incomoda, mas garante que a escuderia está em evolução e logo vai conseguir os seus primeiros resultados relevantes.

AE, Agência Estado

02 de agosto de 2012 | 11h23

"Não é fácil andar trás e terminar em último. Mas o que motiva a todos nós é ver que estamos melhorando e acreditamos que não ficaremos atrás por muito tempo. Nós progredimos constantemente e estamos em um momento chave em que precisamos dar um passo à frente", disse, em entrevista ao site oficial da Fórmula 1.

De la Rosa avaliou que a inauguração da sede em Madri vai impulsionar o desenvolvimento da Hispania. "O time está passando por um período de mudança e crescimento e agora temos uma fantástica sede que transformou a equipe. Temos uma base e a equipe cresce diariamente. Ninguém parou de dar o máximo, não importa qual seja a situação", disse.

O piloto espanhol, de 41 anos, garantiu que a equipe atingiu todos os objetivos traçados para a primeira parte da temporada 2012 da Fórmula 1. "Minha avaliação é muito positiva porque estabelecemos metas realistas, cumprimos tudo e estamos mais ou menos onde esperávamos estar. Nós ainda temos de melhorar mais e temos nove corridas pela frente", comentou.

A próxima meta, de acordo com De la Rosa, é ser mais competitivo nos treinos de classificação. "Se conseguirmos nos classificar dentro de 103%, será um grande sucesso. Especialmente porque é sem o Kers e o nosso sistema de DRS não é muito eficiente. Mas será muito difícil porque a diferença nos últimos GPs foi maior", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
Fórmula 1HispaniaPedro de la Rosa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.