Reuters
Reuters

De volta à F1, Marussia confirma presença no GP da Austrália

Equipe vai disputar primeiras corridas do ano com o carro de 2014

Estadão Conteúdo

04 Março 2015 | 15h45

A Marussia anunciou nesta quarta-feira que está pronta para fazer seu retorno à Fórmula 1 no GP da Austrália, a primeira corrida da temporada 2015. Confirmada pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA), na semana passada, a equipe ainda não havia garantido sua presença na prova marcada para o dia 15 de março, em Melbourne.

O time, rebatizado de Manor-Marussia, vai utilizar um carro provisório na corrida australiana, obedecendo o regulamento da competição. O modelo 2015 será lançado ao longo do campeonato, sem ainda uma data definida, com base no carro que vinha sendo desenvolvido no fim do ano passado. 

A Marussia está voltando à categoria após se afastar na parte final do campeonato de 2014. Sem condições financeiras, deixou de participar das últimas três provas do ano e acabou sendo entregue a administradores judiciais. O time, contudo, obteve novos investidores e retomou seus esforços para competir em 2015.

"Eu gostaria de agradecer a todos da equipe, à FIA, à Formula One Management [que administra a F1], aos nossos fornecedores e funcionários e, claro, a todos os fãs que nos apoiaram nos últimos seis meses", declarou John Booth, que permanecerá no cargo de chefe de equipe. Assim como ele, outros integrantes do corpo técnico foram mantidos no time.

"Tem sido um período desafiador para todos nós, mas superamos tudo isso e agora queremos correr novamente", disse Booth. Ele responderá ao novo presidente do time, o empresário britânico Justin King, ex-CEO da J Sainsbury, gigante do varejo da Inglaterra. O principal investidor da equipe é Stephen Fitzpatrick, do ramo de energia.

Mais conteúdo sobre:
Fórmula 1 Marussia retorno

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.